Altominho.tv

Rota fluvial entre Alto Minho e Galiza inicia passeios turísticos de barco

Os passeios de barco no troço internacional do rio Minho, ligando as eurocidades Monção e Salvaterra de Miño e Valença a Tui, começam no final da próxima semana para promover o património natural, cultural e etnográfico.

Fonte da Câmara de Monção disse à Lusa que os passeios turísticos de barco pela rota fluvial do rio Minho “vão começar no final da próxima semana para animar a época natalícia e prolongar-se com frequência diária durante o período dos festejos dos Reis”.

A partir dessa altura, “os passeios realizar-se-ão aos fins de semana, sendo que em épocas festivas, a embarcação voltará a operar diariamente”.

A fonte adiantou que o início dos percursos turísticos esteve inicialmente previsto para o verão, mas a pandemia de Covid-19 acabou por atrasar o arranque da iniciativa que envolve os quatro municípios ribeirinhos que integram o projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável”, financiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal (POCTEP).

A mesma fonte, que falava a propósito da apresentação da rota fluvial do rio Minho, na sexta-feira, no Cais de Salvaterra de Miño, na Galiza, adiantou que a embarcação que percorrerá a rota fluvial tem capacidade para 20 lugares, mas transportará 15 pessoas para cumprir as regras de prevenção da Covid-19, determinadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os passeios de barco “para grupos de pessoas implicam reservas no sítio na Internet do operador turístico escolhido pelas autarquias para garantir a animação turística do percurso”. O percurso prevê paragem em cada um dos quatro municípios para visitas guiadas ao património natural, cultural e etnográfico.

Já para um passeio de barco com durante de uma hora, os interessados poderão inscrever-se na hora, ou no cais de Salvaterra do Miño, ou em Vigo, onde a embarcação estará atracada.

Segundo uma nota enviada esta quarta-feira à imprensa pela Câmara de Monção, o principal objetivo deste projeto, no qual participam também a Agência Galega de Turismo, a Direção-Geral do Património Natural da Xunta de Galiza e o Turismo do Porto e Norte de Portugal, é “posicionar o rio Minho como um destino turístico único e diferenciador”.

O projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável” “contribuirá para cimentar o conceito “Visit Rio Minho”, através do reforço do posicionamento da região no mercado nacional e internacional, assegurando, com isso, uma vantagem competitiva em relação a outros destinos”.

Promover o valor natural e paisagístico do corredor ambiental do rio internacional Minho, uma área classificada como Sítio de Importância Comunitária da Rede Natura 2000 nos dois lados da fronteira, e implementar ações de recuperação, uso sustentável e compartilhado daquele curso internacional de águas são outras das apostas.

O projeto também pretende “aumentar a relação da população com as áreas ribeirinhas e os ecossistemas associados e conscientizar a comunidade local para a necessidade da sua conservação e valorização”.