Altominho.tv
DE REPENTE CANTA A GENTE

Novos talentos no canto ao desafio procurados no Alto Minho

Os municípios do Alto Minho estão à procura de “novos talentos” para “valorizar uma arte musical enraizada na cultura portuguesa”. O canto ao desafio é o mote para um programa de captação de talentos que pretende divulgar e ensinar esta forma de canto tradicional aos jovens da região.

“De Repente, Canta a Gente” é o nome do projeto lançado em dezembro pela Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho e que vai decorrer até novembro de 2021.

Para o presidente da CIM Alto Minho, José Maria Costa, citado em comunicado enviado à imprensa, “esta é uma iniciativa dos 10 municípios do Alto Minho que visa tirar partido daquilo que já é um património de todos e que queremos que seja também levado a Património Imaterial da Humanidade”.

O projeto tem como principal alvo as comunidades escolares e culturais e conta com a colaboração de “repentistas consagrados, liderados pelo cantador Augusto Canário, que vão desenvolver um trabalho direto com os mais novos que pretendam aprender esta arte”.

“Os cantares ao desafio foram, até agora, algo aprendido por tradição oral, em processos informais, e o traço inovador deste projeto reside na primeira tentativa a nível nacional de sistematização da técnica da desgarrada, a produção de um currículo, e o desenvolvimento de ferramentas pedagógicas que vão permitir que possa ser ensinada em duas vertentes”, explicou o produtor do evento, David Martins, também citado naquela nota.

No site da iniciativa vão ser disponibilizados dezenas de vídeos e áudios tutoriais e os jovens têm também a possibilidade de enviar as suas cantorias e rimas para apreciação e orientação pela equipa técnica. Já nas escolas, associações culturais e coletividades do Alto Minho vão realizar-se ações de capacitação, que podem ser presenciais ou, em caso de constrangimento da Covid-19, por videoconferência.

Ainda de acordo com a organização, estão previstos 10 concertos, entre setembro e novembro de 2021, onde “consagrados repentistas irão contracenar com os novos talentos captados pelo projeto”. Para o dia 27 de novembro, estão marcados uma conferência e um concerto final, que terão lugar no Centro Cultural de Viana do Castelo e “reunirão um conjunto alargado de cantadores e especialistas em repentismo oriundos de várias regiões do país”.

O canto ao desafio, também conhecido como desgarrada, é “um dos principais ícones do Património Cultural Imaterial do Alto Minho”. Com o improviso e o sentido de humor como principais características, consiste na arte de produzir poesia popular na hora e é geralmente acompanhado por uma concertina.