Altominho.tv

Arrancou empreitada de prolongamento da ecovia Caminho do Rio Minho

As obras que vão permitir prolongar a ecovia que atravessa a zona da marginal da freguesia de Seixas, em Caminha, já estão a decorrer. O novo troço até Pedras Ruivas terá uma extensão de cerca de um quilómetro.

Em comunicado, o município refere que a empreitada “Ecovia Caminha – Caminho do Rio Minho – Caminha/Seixas – Troço Pedras Ruivas e Cais de S. Bento”, num investimento de 271.241,28 euros, “tem início junto à bolsa em terra batida existente na zona sul de Pedras Ruivas, junto ao aglomerado urbano existente, e vai prosseguir, junto ao leito do rio, até ao atual parque de estacionamento junto ao Posto da Guarda Fiscal de Pedras Ruivas”.

Ainda de acordo com o projeto, “prevê-se que a bolsa de estacionamento seja repavimentada e todo o troço de ecovia será construído em pavimento permeável (betão poroso) entre a zona urbana de Pedras Ruivas até à ecovia já existente no Cais de São Bento”.

Para o presidente da autarquia, “este investimento valoriza as margens do rio Minho e a freguesia de Seixas em particular”. “Temos feito uma aposta forte na criação de percursos pedonais que permitam o bem-estar das pessoas, a prática desportiva e o aproveitamento da beleza natural da nossa terra. Esta é mais uma peça do puzzle que temos vindo a fazer em Caminha. A ecovia Caminho do Rio Minho cresce mais de um quilómetro para sul e o nosso objetivo é ir mais longe, ir até Caminha”, afirma Miguel Alves, citado na nota enviada à imprensa.

Esta obra surge de um contrato interadministrativo entre a Câmara Municipal de Caminha e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para a intervenção de reabilitação da margem do rio Minho entre Pedras Ruivas e o Cais de São Bento. Os trabalhos deverão prolongar-se durante 150 dias.