Altominho.tv

Lar de Caminha pede brigada de intervenção rápida após surto com 46 infetados

A direção do lar do Bom Jesus dos Mareantes, em Caminha, requereu à Segurança Social uma Brigada de Intervenção Rápida para fazer face ao surto de Covid-19 que infetou 37 utentes e nove funcionários.

O presidente da Câmara, Miguel Alves, adiantou à Lusa que “a equipa, constituída por um médico e quatro assistentes operacionais, deverá apresentar-se na instituição na terça-feira”.

“Face às dificuldades que enfrenta por falta de recursos humanos, a direção do lar solicitou à Segurança Social uma Brigada de Intervenção Rápida”, referiu.

O autarca garantiu que o município de Caminha “vai suportar as despesas com as dormidas dos cinco elementos da Brigada de Intervenção Rápida”.

“A instituição não solicitou pessoal de enfermagem. Estará bem servida nessa área”, referiu.

Segundo Miguel Alves, “dos 37 utentes infetados com o novo coronavírus, dois estão internados no hospital, mas não apresentam, até agora, um quadro clínico complexo”.

O autarca adiantou que “três funcionárias que tinham testado negado apresentaram hoje alguns sintomas”. “As três funcionárias ficaram em casa e vão voltar a ser testadas”, acrescentou.

De acordo com os números avançados no domingo por Miguel Alves, dos 63 utentes testados, na última sexta-feira, 37 estão infetados e 26 negativos.

Do total de 36 funcionários da instituição, nove testaram positivo e 27 negativo.