Altominho.tv

Combustíveis começam a falhar nas estações de serviço do Alto Minho

De acordo com a plataforma VOST, no início da manhã deste sábado, a nível nacional havia 386 bombas sem gasolina e 702 sem gasóleo. No Alto Minho já existem 5 bombas sem combustível (nos concelhos de Viana do Castelo e Caminha) e 16 bombas com apenas 1 tipo de combustível disponível.

As filas já começam a ser cada vez mais frequentes e numa consulta rápida ao mapa do site “já não dá para abastecer” é possível identificar os locais com falhas de combustível nos vários concelhos do Alto Minho.

 

Verifica-se que as bombas que ainda podem fornecer todos os tipos de produtos são aquelas que se encontram localizadas mais próximas da fronteira com Espanha, pois os habitantes desta zona podem recorrer rapidamente ao abastecimento dos seus veículos nos postos localizados na Galiza.

Já os postos mais afetados são os que não integram a Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), destinada a assegurar o abastecimento de combustível às entidades definidas como prioritárias e veículos equiparados. A REPA pode, no entanto, ter também postos de abastecimento não exclusivos, abertos também ao público em geral. Recorde quais são os postos REPA definidos para o Alto Minho.

O Governo decretou crise energética a partir da meia noite de hoje até 21 de agosto. A medida foi anunciada esta sexta-feira, 9 de agosto, pelo ministro do Trabalho, António Vieira da Silva, e pelo ministro do Ambiente, João Matos Fernandes.

A declaração de crise energética entrou em vigor a partir das 23h59 desta sexta-feira até às 23h59 de 21 de agosto em todo o território nacional. Com esta declaração, o Governo passa a dispor de  um amplo conjunto de poderes extraordinários para minorar os efeitos das perturbações no abastecimento energético.

Na prática, tal significa que o Governo pode limitar o abastecimento de combustíveis aos consumidores, podendo até impor a partilha dos recursos entre os operadores ao nível nacional. A lei permite ainda restringir o uso de veículos motorizados particulares através de proibições de circulação, penalizar o uso de viaturas particulares em sub-ocupação, reduzir os limites máximos de velocidade ou agravar as tarifas e os preços da energia.

Os limites de abastecimento anunciados são de 15 litros na rede prioritária e 25 litros nos restantes postos.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.