Altominho.tv
PINTEREST

Grupo cívico de Darque inicia tradição do mergulho de Ano Novo na praia do Cabedelo

Um movimento cívico do lugar do Cais Novo, na vila de Darque, em Viana do Castelo, vai promover o primeiro mergulho de Ano Novo para “iniciar a tradição e manter viva a ligação ao mar e à pesca”.

“O nosso objetivo é iniciar uma tradição, tal como acontece em várias zonas do país. Ao mesmo tempo, pretendemos não deixar esquecer a zona piscatória que existia no Cabedelo e que foi deslocalizada para o lugar da Areia quando foi construído o porto de mar”, explicou, hoje à agência Lusa, Carlos Correia.

O primeiro mergulho de Ano Novo é organizado por um grupo composto por cerca de 70 pessoas, “todas na casa dos 60 anos”, que “nasceram e cresceram no Cais Novo, e que viu nascer a praia do Cabedelo, desde o Cais de Pau ao Rodanho”, na freguesia de Darque situada na margem esquerda do rio Lima.

“Todos os anos juntamo-nos num jantar, em março, para degustarmos a lampreia e foi nessa reunião anual que surgiu a ideia de lançar esta tradição. Estão todos convocados o mergulho de Ano Novo na praia do Cabedelo”, afirmou Carlos Correia.

Nos últimos anos, a praia do Cabedelo transformou-se num destino de turistas nacionais e estrangeiros, praticantes de surf. A prática da modalidade, durante todo o ano, fez nascer um Centro de Alto Rendimento (CAR) e, as provas nacionais e internacionais de que é palco, fizeram florescer vários negócios, sobretudo ligados ao setor da hotelaria e restauração.

Além do mergulho de Ano Novo, Carlos Correia adiantou que o grupo organizador da iniciativa “estará disponível para contar histórias do Cabedelo de há mais de 50 anos, quando aquela zona da vila de Darque tinha identidade própria”. “Queremos partilhar as vivências passadas junto ao mar, e com a comunidade piscatória que existia naqueles nos tempos da nossa infância e juventude”.

Também conhecida como vila das cebolas e do bacalhau, devido à existência de uma antiga seca do bacalhau instalada no Cais Novo, Darque é terra que dá origem à louça de Viana. Foi também naquele lugar que foi fundada em 1774 a fábrica de Louça de Viana, mais tarde deslocalizada para a freguesia da Meadela, e, entretanto, encerrada há vários anos.

Dos cerca de 70 elementos do grupo do Cais de Pau, “para já só meia dúvida manifestou intenção de mergulhar, no dia 01 de janeiro”.

“Uns dizem que está muito frio, outros não estarão cá. Daí a nossa convocatória a todas as famílias que queiram vir à praia do Cabedelo no dia 01 de janeiro para podermos criar as raízes dessa tradição”, disse.

No dia 01 de janeiro, a concentração para o primeiro mergulho de Ano Novo está marcada para as 11h30, junto a um café bar instalado junto à praia do Cabedelo.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.