BMVIV

Consórcio luso-brasileiro investe 2,5 milhões de euros em inteligência artificial e cria novos postos de trabalho

Uma empresa de Viana do Castelo e empresários brasileiros vão investir 2,5 milhões de euros num projeto de inteligência artificial que vai criar 20 postos de trabalho.

O administrador da BMVIV, Licínio Lima, a empresa de Viana do Castelo envolvida no consórcio, explicou em declarações à Lusa que o novo projeto empresarial, a instalar em Viana do Castelo, desenvolverá ‘software’ e ‘hardware’ para soluções em inteligência artificial destinadas à indústria 4.0, e vai criar 20 postos de trabalho.

O protocolo de criação da VIVCommsoft – Soluções em Inteligência Artificial foi assinado na quinta-feira, entre a empresa BMVIV e um grupo de empresários brasileiros.

Numa fase inicial, “a VIVCommsoft vai apoiar o desenvolvimento e inovação em cooperação com o ensino superior e institutos politécnicos, desenvolvendo a tecnologia em Viana do Castelo”.

Para Licínio Lima, este projeto “reflete a atenção que a empresa tem face às novas oportunidades e apostas na diversificação de negócio”.

“Há alguns anos a nossa empresa investiu no Brasil e adquiriu conhecimentos, hoje estamos perante o movimento inverso com uma aposta em Portugal e nas nossas valências tecnológicas”, acrescentou.

A ideia, defendeu, “é que cada vez mais os mundos físicos e digitais se tornem num só através de dispositivos que comuniquem entre si”.

“A indústria 4,0, na qual a VIVCommsoft se irá concentrar, através da inteligência artificial, engloba tecnologia para automação e troca de dados, utiliza conceitos de sistema ciberfísicos, internet das coisas e computação em nuvem”.

O responsável acrescentou que “para integrar os aparelhos e as grandes bases de dados à rede de computadores e à internet é necessário um sistema eficiente de identificação”.

“Só desta forma é que é possível interligar e registar os dados sobre cada uma das coisas. A VIVCommsoft pretende responder com soluções em inteligência artificial e atuar em diversificados nichos de mercado”.

Para os empresários envolvidos no consórcio luso-brasileiro, “a aposta em Portugal significa a transferência de conhecimento e competências tecnológicas num mercado, cada vez mais, em expansão”.

Instalada na zona industrial de Neiva, em Viana do Castelo, a BMVIV tem 36 trabalhadores e presta serviços de instalação e manutenção de equipamentos, eficiência energética e soluções globais de engenharia.

Tem um volume de faturação anual de 2,5 milhões de euros em Portugal e tem ainda participação numa empresa no Brasil do setor do tratamento de resíduos sólidos urbanos e produção de energia.

Fonte: Lusa