CM VIANA DO CASTELO/ARMÉNIO BELO

Viana do Castelo, “jóia da Costa Verde”, em destaque em revistas estrangeiras dedicadas ao turismo

“A jóia da Costa Verde”. É assim que a revista “Destination Portugal – À La Découverte D’un Art de Vivre” eleva Viana do Castelo a destino que os seus leitores têm de conhecer.

“Situada no estuário do rio Lima, Viana do Castelo, cuja origem remonta à época romana, deve a sua prosperidade à pesca do bacalhau. Desde o século XVII, o seu porto também se tornou um centro do comércio português, a cidade cobriu-se de mansões manuelinas e palácios de estilo rococó”, pode ler-se num artigo de 18 páginas, preenchido com diversas fotografias e sugestões.

“Deste rico passado, Viana mantém um rosto muito refinado, mas hoje é sobretudo uma estância balnear, com praias belas, cada uma mais bonita que a outra, e que se prestam admiravelmente à prática do surf e do kitesurf”, é ainda afirmado.

A paisagem de Santa Luzia, as mordomas trajadas, a Igreja da Senhora da Agonia e o centro histórico, mais a Praça da República, a Sé de Viana, a Santa Casa da Misericórdia e o Castelo de Santiago da Barra, surgem em destaque.

O Templo-Monumento de Santa Luzia é apresentado como o mais importante monumento do Norte de Portugal, numa publicação que realça também o Museu do Traje, o Museu de Artes Decorativas e o navio Gil Eannes.

Entre outras propostas, o artigo sugere ainda as praias vianenses, mais precisamente a Praia Norte, Praia do Canto Marinho, Praia da Arda, Praia de Afife e Praia do Cabedelo.

Os trilhos pedestres e equestres existentes no concelho são também alvo de atenção, com a Serra d’Arga a ser descrita como “um paraíso onde a água tem pureza cristalina”, mas também há espaço para falar dos bordados tradicionais, doçaria típica, bares, restaurantes, hotéis e residenciais de Viana do Castelo.

Já na publicação francesa “Portugal – Entre Deux Mondes, Des Terres à L’Océan”,  Viana do Castelo é apresentada como uma “cidade portuária consagrada pela fabricação de navios e que oferece uma visão típica da vida quotidiana portuguesa”.

A revista considera que a capital do Alto Minho “representa a maravilha da simplicidade da vida portuguesa, entre o antigo porto e o centro histórico denso e animado, cercada por uma natureza selvagem e luxuriante”.

“É, portanto, uma imersão perfeita no coração da vida dos habitantes, cheia de história e encanto com seus altos edifícios brancos e também de segredos”, sublinha, fazendo referência aos edifícios religiosos da cidade, misturados com propostas de arquitetura moderna e extravagante.

A reportagem aponta ainda o santuário de Santa Luzia, “o interior incrível” da Santa Casa da Misericórdia, o Museu do Traje e o navio-hospital Gil Eannes, “conhecido como um dos melhores de Portugal”.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com