RAM

Primeiro navio oceânico integralmente construído nos estaleiros de Viana vai ser batizado em abril

O primeiro navio oceânico “integralmente concebido e fabricado” em Portugal vai ser batizado a 6 de abril, nos estaleiros da WestSea, em Viana do Castelo, representando um investimento de 70 milhões de euros da Mystic Invest.

Em comunicado, o grupo Mystic Invest, de Mário Ferreira, adiantou esta quarta-feira que a cerimónia de batismo vai decorrer nos estaleiros navais da subconcessionária dos extintos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), a partir das 18h00.

O navio MS World Explorer “é o primeiro de uma série de três navios já encomendados, construído nos Estaleiros de Viana do Castelo, preparado para navegar em águas polares com até um metro de espessura de gelo, e irá realizar cruzeiros e expedições de luxo nos quatro cantos do mundo e em destinos tão remotos como a Antártida e o Ártico”.

Na nota, o grupo de Mário Ferreira adianta que o primeiro navio começa a operar no dia 2 de maio com um cruzeiro entre a cidade do Porto e Palma de Maiorca, em Espanha.

“Os cruzeiros na Antártida do MS World Explorer encontram-se, neste momento, totalmente vendidos até 2023 e a época 2019 encontra-se também praticamente esgotada, nomeadamente os programas no Ártico, Islândia, Fiordes da Noruega e Mar Báltico”, adianta a empresa.

Em novembro de 2018, a empresa encomendou mais dois novos navios da mesma série, o MS World Voyager e o MS World Navigator, que deverão começar a operar em 2020 e 2021, respetivamente.

A construção daqueles dois navios representa um investimento de 165 milhões de euros, financiado pelo ICBC Leasing, Banco Industrial e Comercial da China.

Na ocasião, Mário Ferreira explicou que o financiamento do banco chinês “vai permitir acelerar o processo de construção e expansão da sua frota de navios de cruzeiros oceânicos”. “A Mystic Cruises e o ICBC Leasing acertaram um modelo de financiamento em regime de ‘sale and charter-back’, com obrigação de recompra”, adiantou.

“O estrondoso sucesso da comercialização destes programas levou-nos a procurar fora de Portugal soluções de financiamento que nos permitissem acelerar o nosso plano de expansão da frota. Estes três navios são os primeiros de uma frota projetada de 10 navios de cruzeiro oceânicos”, disse o empresário português.

Segundo a empresa portuguesa, que abriu este mês escritórios nos Estados Unidos da América, para “continuar a sua expansão internacional, de forma a dar resposta à crescente procura dos seus produtos”, o navio a batizar no dia 6 de abril tem capacidade para 200 passageiros e 110 tripulantes.

“O World Explorer foi pensado para visitar portos mais pequenos e mais próximos dos centros históricos das cidades, ao contrário do que sucede com os mega paquetes, oferecendo novas experiências e portos em locais como Mediterrâneo, o Báltico, Gronelândia, Rio Amazonas e nos Fiordes Noruegueses”.

Trata-se de um “navio amigo do ambiente”, por ter sido “desenvolvido para apresentar uma menor pegada ecológica num trabalho desenvolvido em parceria entre a Mystic Cruises e a Rolls-Royce”.

“Para diminuir o impacto ambiental trabalhámos em conjunto com a Rolls-Royce para integrar um ultrassofisticado sistema híbrido de propulsão que reduz drasticamente os consumos, e também um sistema dinâmico de posicionamento que nos permite não recorrer a âncoras, protegendo o solo marítimo”, indicou Mário Ferreira, citado na nota.

Carla Bruni, ex-modelo e mulher do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, foi a figura escolhida por Mário Ferreira para ser a madrinha do navio.

Fonte: Lusa

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com