Altominho.tv

Obra Gráfica de Vieira da Silva em exposição no Museu de Artes Decorativas

O Museu de Artes Decorativas recebe, a partir de sexta-feira, a exposição “Os Frutos da Liberdade”, com a obra gráfica de Vieira da Silva, conjugando as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974 e a Romaria d’Agonia.

“A mostra integra um núcleo de 32 gravuras e serigrafias e foi concebida com vista a uma estratégia descentralizadora, levando a cultura e a memória da pintora a todo o país”, deu nota a autarquia.

A mostra está inserida nas celebrações nacionais dos 50 anos da Democracia em Portugal e pode ser articulada com a mostra promovida pela Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva na Assembleia da República, intitulada A Nós a Liberdade, e que conta com obras de Vieira da Silva provenientes de coleções institucionais e privadas, em Portugal e no estrangeiro.

Já a “Os Frutos da Liberdade” reúne um conjunto de 32 gravuras e serigrafias que se destacam pela sua representatividade técnica – buril, água-tinta, litografia e serigrafia-, pela sua data de produção, que vai de 1961 a 1990, e pela temática: evocar a Liberdade, os seus valores – como a livre expressão e circulação – e quem a defende ou defendeu.

Este conjunto “procura trazer ao público a personalidade discreta, mas assertiva e coerente, da pintora Vieira da Silva, que viveu o exílio durante o período da 2.ª Guerra Mundial”.

A exposição foi criada com vista a transmitir, através da criação plástica, os valores do Pluralismo, Diversidade e Iniciativa, caraterísticos de uma sociedade livre e de um estado democrático.

Pelas suas caraterísticas, “vai ajudar a promover o conhecimento de uma das maiores artistas plásticas portuguesas, e também a colmatar as reconhecidas carências do sistema escolar em matérias cívicas e culturais”.

A inauguração está agendada para a próxima sexta-feira, dia 12 de Julho, pelas 18h00, e pode ser visitada até o dia 1 de setembro.