Altominho.tv

Projeto do troço de alta velocidade Braga-Valença arranca nas próximas semanas

O desenho do projeto da Linha de Alta Velocidade (LAV) entre Braga e Valença, parte do eixo Porto-Vigo, vai arrancar “nas próximas semanas”, disse hoje Carlos Fernandes, vice-presidente da Infraestruturas de Portugal (IP).

“Vamos começar, nas próximas semanas, a atualização do estudo do [troço] Braga–Valença, que é a primeira fase da ligação Porto-Vigo. Do lado espanhol estão já também em curso os estudos de traçado da ligação Vigo-fronteira”, disse hoje Carlos Fernandes em Almada, no distrito de Setúbal.

O responsável da IP falava na cerimónia de lançamento do concurso público para a parceria público-privada (PPP) de 30 anos para o troço Porto-Oiã (Oliveira do Bairro, distrito de Aveiro) da LAV Porto-Lisboa, que decorreu hoje.

“Penso que, em condições normais, teremos possibilidade de lançar também este concurso [Braga-Valença] dentro de um ou dois anos e, portanto, dar cumprimento ao programa que está planeado”, frisou Carlos Fernandes.

O troço Braga-Valença é parte da ligação Porto-Vigo, que inclui ainda a ligação entre a estação portuense de Campanhã e o aeroporto Francisco Sá Carneiro, feita maioritariamente em túnel, e a ligação do aeroporto a Braga.

Em 7 de novembro, a IP apontou para 2027/2028 o arranque das obras da ligação ferroviária de alta velocidade entre Porto e Vigo, revelando que decorrem já estudos nos dois países.

“A previsão é que tudo esteja pronto para que em 2027/2028 as obras possam arrancar”, afirmou Carlos Fernandes, vice-presidente da IP, à margem das jornadas Redes de Transporte e Logística na Fachada Atlântica, organizadas pela Associação Espanhola de Transporte e pelo Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular.

O responsável referiu que a obra “dificilmente estará concluída em 2030”, mas observou que nada obriga a que só fique pronta em 2040, o prazo estipulado pela União Europeia para concluir a “rede alargada do corredor atlântico transfronteiriço”.