Altominho.tv

Mulher aproveitava-se da confiança dos donos para furtar ouro

A GNR recuperou ontem diversos artigos em ouro e constituiu arguida uma mulher de 57 anos por furto em residência, no concelho de Caminha.

A  investigação por furto de artigos em ouro numa residência iniciou-se na sequência de uma denuncia referente a situações que terão ocorrido em diversas ocasiões entre junho e dezembro de 2023. Nesse seguimento, os militares da Guarda efetuaram diligências policiais que permitiram apurar a identidade da suspeita e realizaram duas buscas, uma domiciliária e outra em veículo.

A suspeita, aproveitando-se da confiança que lhe era atribuída,  acedia a compartimentos da residência e ao longo dos meses subtraiu diversas peças em ouro, relógios e moedas de coleção valiosas que posteriormente vendia.

No decorrer da ação policial, foi ainda possível recuperar e apreender algumas das peças em ouro furtadas, relógios e moedas de coleção valiosas, tendo as restantes sido vendidas e, entretanto, derretidas, nos últimos meses em cinco estabelecimentos de compra e venda de ouro usado, no distrito de Viana do Castelo.

A suspeita foi constituída arguida e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Caminha.