Altominho.tv

Cães de caçador morrem afogados em reservatório de água

“Quantos mais cães vão ter de morrer afogados nestas poças de água para que se faça alguma coisa? Vou ter de morrer eu a tentar resgatar os meus cães?” Foi desta forma que um caçador de Paredes de Coura iniciou uma publicação nas redes sociais, onde denuncia que dois dos seus cães morreram afogados no último domingo num reservatório de água situado no limite da freguesia de Cunha, de Paredes de Coura, com a freguesia de Labruja, de Ponte de Lima.

“Isto assim não pode continuar, todos os anos acontecem este tipo de acidentes e não é só com cães, qualquer animal ou até uma criança que tenha o azar de escorregar no plástico nunca mais sai de lá com vida e estes cães além de serem cães de caça são membros da família, não me conformo com este triste final”, acrescenta Alexandre Fernandes, natural de Romarigães.

Para este caçador, as entidades competentes devem assumir responsabilidades, garantindo a segurança destes reservatórios. “Deviam colocar vedações em boas condições, com escapatórias, como pneus ou escadas, de forma a que os animais possam sair”, afirma à Altominho TV.

Américo Pinto, presidente da Junta de Freguesia de Cunha, explicou à Altominho TV que o reservatório em questão “foi mandado fazer pelo ICNF”. “Não tinha conhecimento dessa situação, mas vamos tentar resolver para que não volte a acontecer algo semelhante”, garante à Altominho TV.

O presidente da Junta de Freguesia de Labruja, José Nunes, revelou-nos que este ponto de água “chegou a ter uma vedação”, mas que, por questões de segurança dos helicópteros, foi retirada. “Houve um incidente com um helicóptero que veio abastecer e o tanque de água acabou por tocar na cerca”, explica.

Alexandre Fernandes conta que em 2021 já perdeu outro dos seus cães, desta feita na freguesia de Coura, onde existem duas represas de água para utilização de um particular numa plantação de baby kiwis.

A Altominho TV contactou também o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e aguarda ainda uma reação.