Altominho.tv

UE acaba com veículos com motor de combustão até 2035

A União Europeia (UE) decidiu acabar com os veículos com motor de combustão até 2035, graças ao acordo entre o Parlamento Europeu e os Estados membros sobre esta regulamentação emblemática para os objetivos climáticos europeus.

“Decisão histórica da UE para o clima”, escreveu na rede social Twitter o eurodeputado francês Pascal Canfin, do grupo Renew Europe, presidente da comissão Ambiente do Parlamento Europeu, ao fim de algumas horas de negociações.

O vice-presidente da Comissão, com o pelouro do Ambiente, Frans Timmermans, felicitou-se de um acordo que “envia um sinal forte à indústria e aos consumidores: a Europa virou para a mobilidade sem emissões”.

O texto aprovado, baseado em uma proposta da Comissão de julho de 2021, prevê a redução a zero das emissões de dióxido de carbono das viaturas novas na Europa a partir de 2035.

Isto corresponde de facto à paragem das vendas de viaturas e veículos utilitários ligeiros novos a gasolina ou gasóleo na UE nesta data, bem como de híbridos (combustível-elétrico), em proveito dos veículos 100% elétricos.

Apesar de o automóvel, principal modo de deslocação dos europeus, representar um pouco menos de 5% das emissões totais de dióxido de carbono na UE, a nova regulamentação deve contribuir para atingir os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbónica no horizonte 2050.

Este foi o primeiro acordo sobre um texto do pacote climático europeu (“Fit for 55”), destinado a reduzir em pelo menos 55% até 2030, com referência a 1990, as emissões de gases com efeito de estufa da UE.