Altominho.tv
FACEBOOK SPACE FESTIVAL

Festival de música experimental chega a quatro municípios do Alto Minho

O festival de música experimental e improvisada Space Festival está de regresso entre os dias 3 e 26 de novembro. Este ano, vai acontecer em quatro concelhos do distrito de Viana do Castelo e em Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.

Em comunicado, a organização do festival itinerante, a cargo da Associação Cultural Rock‘n’Cave e pelo Space Ensemble, explicou que, além de Caminha, onde decorreu o festival em 2021, a edição deste ano acrescenta quatro novas localidades: Paredes de Coura, Ponte de Lima e Monção, também no distrito de Viana do Castelo, e, Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.

Nos quatro municípios do Alto Minho, o festival passa primeiro pelo Centro Cultural de Paredes de Coura, entre 3 e 5 de novembro, seguindo para o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, no dia 6. Já entre 18 e 20 de novembro chega ao Cine Teatro João Verde, em Monção. A última paragem acontece nos dias 25 e 26 no Teatro Valadares, em Caminha, com extensão do programa ao Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora.

O cartaz do festival, “que privilegia a passagem por territórios de baixa densidade, para que localidades de pequena e média dimensão sejam também palco de cultura contemporânea”, apresenta este ano nomes como Gustavo Costa, OCENPSIEA, João Pais Filipe, Ricardo Jacinto, Vera Morais e Hristo Goleminov, Krake, Cíntia, Margarida Garcia, The Rite of Trio e Cluster – Grupo Experimental de Matosinhos, entre outros.

O Space Festival regressa em 2022 “com o objetivo de continuar a promover o acesso a projetos consolidados e emergentes que se dedicam à música experimental e improvisada ou encontram nela a sua base, fora dos grandes centros urbanos”.

Além de concertos, o programa “inclui também espetáculos com interação entre música e vídeo, como é o caso de alguns filmes-concerto do Space Ensemble”. É o caso dos “Filmes da Terra do Pai Natal, incluído no programa de serviço educativo, e a estreia do novo espetáculo ‘Music For Short Films’, que será apresentado em vários locais, criando combinações únicas de músicos e filmes a cada apresentação”.

O Space Festival “receberá também o ensaio audiovisual Sobre a Cegueira (inspirado no romance ‘Ensaio sobre a Cegueira’, de José Saramago), de Vitor Joaquim, João Silva e Raquel Castro, ‘Cody XV’, um projeto de Pedro Sousa, e Ry Vuh, que junta Jorge Queijo e Jorge Coelho na bateria e guitarra, acompanhados por João Guedes nos efeitos visuais”.

Será também “apresentado o espetáculo participativo ‘Minho, Coura, Lima’, transversal aos municípios de Paredes de Coura, Monção e Ponte de Lima, que já está a ser desenvolvido com as comunidades de cada local, que participam nos espetáculos finais apresentados nas três localidades no âmbito do Space Festival”.

Este ano, “o festival estende a programação a outros domínios e apresenta, no primeiro fim de semana em Paredes de Coura, o filme ‘SOA’, de Raquel Castro, que parte do som para abordar temas como ecologia, cidadania, igualdade, políticas urbanas e de como a paisagem sonora afeta [os cidadãos]”.

O Space Festival “surgiu em 1999, em Coimbra. Até 2005, decorreu, em edições itinerantes, em diversos locais como Porto, Lisboa, Braga e Aveiro, programou inúmeros artistas portugueses de referência, abordando os novos rumos da música contemporânea possibilitados pela via da experimentação, da improvisação e das novas tecnologias digitais”.

A edição de 2022 conta com o apoio da Direção-Geral das Artes e dos municípios de Paredes de Coura, Ponte de Lima, Monção e Caminha, no Alto Minho, e do CITEC/CITEMOR, em Montemor-o-Velho, distrito de Coimbra.