Altominho.tv
ROMARIA D'AGONIA

Viana reforça estacionamento e cria dispositivo de prevenção e socorro para Romaria d’Agonia

A Câmara de Viana do Castelo vai reforçar o estacionamento disponível, com 1.720 lugares face ao aumento significativo de visitantes em agosto e, sobretudo durante os dias da Romaria de Nossa Senhora da Agonia. Entre 17 e 21 de agosto, vai ainda acionar um dispositivo de prevenção, proteção e socorro.

Em comunicado, a autarquia adiantou que “além dos 4.068 lugares nos parques já existentes e dos locais destinados a estacionamento em toda a cidade, surgem mais 1.720 para dar resposta imediata à procura”.

Deste modo, para além do parque do Gil Eannes (gratuito) e dos parques Campo d’Agonia, Avenida, Marina, 1.º Maio, Afonso III, Hospital, Encosta do Elevador e Antigo Mercado, surgem parques de automóveis ligeiros na Rotunda da Parinheira, em Areosa (cerca de 80 lugares), na Avenida do Atlântico (cerca de 320 lugares), na Rua Nª Srª da Agonia (cerca de 90 lugares) e na Zona Portuária APDL (cerca de 320 lugares), em Monserrate, na Rua da Argaçosa (cerca de 200 lugares), na Meadela, na Rua Gustave Eiffel (cerca de 80 lugares), em Darque, e na Av. 25 de Abril (cerca de 200 lugares), em Santa Maria Maior.

Além de estacionamento para automóveis ligeiros, aquele número inclui 340 lugares para autocaravanas e 90 para autocarros de turismo.

A autarquia “apela a todos que respeitem as regras de trânsito e de civismo, não estacionando em espaços como passadeiras ou saídas de viaturas, e que não estacionem em cima dos passeios, obstruindo a passagem a cadeiras de rodas e carrinhos de bebé e demais acessibilidades”.

Criação de dispositivo de prevenção e socorro para Romaria d’Agonia

A Câmara de Viana do Castelo vai acionar um dispositivo de prevenção, proteção e socorro, durante as horas de maior afluência nos dias da Romaria d’ Agonia.

Até 2019, em cinco dias de festas, passavam pela cidade, segundo a VianaFestas, entidade que organiza as festas do concelho, mais de um milhão de pessoas. Este ano, de acordo com a autarquia, o dispositivo criado pretende “dar resposta ao significativo aumento de pessoas na cidade e perante a previsão de um elevado número de romeiros para a Festa de Nossa Senhora da Agonia”.

O município vai ainda garantir “a instalação de um posto de coordenação conjunto, a ser guarnecido pelos oficiais de ligação dos agentes de proteção civil, e por operadores de telecomunicações da Companhia de Bombeiros Sapadores”.

“Os elementos representantes das organizações que integram o posto de coordenação conjunto para efeito deste dispositivo são a Companhia de Bombeiros Sapadores, Bombeiros Voluntários, PSP, INEM, Autoridade Marítima e Cruz Vermelha Portuguesa”, especifica o comunicado divulgado pela autarquia.

O “posto de coordenação conjunta funcionará entre os dias 17 e 21, das 14h00 às 24h00, condicionado à ordem de desmobilização, sendo que após o seu encerramento, os procedimentos de ativação dos meios de socorro serão via 112, para o CODU – Centro de Orientação de Doentes Urgentes, que ativará os meios necessários ao local”.

Nos “restantes dias em que o posto de coordenação não esteja em funcionamento, cabe à central coordenar a ocorrência e a sua evolução, em articulação com o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS), exceto quando se tratar de ocorrências relacionadas com emergência pré-hospitalar, que cabe ao CODU, ativar os meios necessários”.

Os cinco dias de festas em honra de Nossa Senhora d’Agonia deste ano serão marcados por 45 momentos. Do programa, destaca-se no dia 17 de agosto a alvorada festiva e os concertos musicais, bem como a primeira revista de gigantones e cabeçudos e encontro de desgarradas e cantares ao desafio.

No dia 18 de agosto sai à rua o tradicional Desfile da Mordomia, com centenas de mulheres vianenses trajadas e ouradas a percorrerem durante a tarde as ruas da cidade de Viana do Castelo.

Na sexta-feira, 19 de agosto, destaque para a confeção dos tapetes floridos nas ruas da Ribeira, que durante a madrugada voltam a ser confecionados após dois anos de interrupção, devido às regras para contenção da pandemia de Covid-19.

No dia 20 de agosto, dia da padroeira, feriado municipal será retomada a tradicional procissão ao mar e o fogo do meio ou da santa, tradicional sessão de fogo de artifício.

A festa de 2022 encerra no domingo, 21 de agosto, com o cortejo histórico e etnográfico à tarde, e a habitual serenata de fogo de artifício junto ao rio Lima.