Altominho.tv

PJ detém jovem suspeito de atear 16 fogos em Ponte de Lima

Um jovem foi detido por 16 crimes florestais cometidos no concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, sendo também suspeito de “dezenas de incêndios ocorridos nos últimos anos”, anunciou esta sexta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ conta que o detido, de 27 anos, desempregado, “já referenciado pelas autoridades por crimes idênticos e recentemente condenado pela autoria de crimes de natureza diferente”, será o responsável por 16 incêndios que deflagraram “nos últimos dois meses” em freguesias do concelho de Ponte de Lima, “com grande dispersão geográfica”.

“Os incêndios, ateados sobretudo em zonas rurais e junto a estradas secundárias, consumiram principalmente vegetação arbustiva e arbórea, por vezes iniciados em contentores de reciclagem, não tendo atingido maiores proporções e manchas florestais de dimensões consideráveis devido à precoce intervenção dos bombeiros e populares”, diz a PJ.

Esta força de investigação criminal explica que o detido, “gozando de grande mobilidade, ateou os incêndios com recurso a chama direta, por motivos ainda não concretamente determinados”.

“Crê-se que seja responsável pela autoria de dezenas de incêndios ocorridos nos últimos anos no mesmo concelho e áreas limítrofes”, sublinha a PJ.

As diligências realizadas por esta polícia permitiram a recolha de “importantes elementos de prova, que conduziram à detenção” do suspeito.

O jovem vai ser presente hoje a tribunal para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.