Altominho.tv

Ponte da Barca propõe isenção de IMI para jovens entre os 18 e 35 anos

A Câmara de Ponte da Barca aprovou o “Regulamento Municipal de Incentivo Fiscal à Aquisição de Habitação por Jovens Residentes no Município de Ponte da Barca”. A medida tem como objetivo definir regras e critérios que permitam a concessão de incentivo fiscal às aquisições, efetuadas por jovens, de imóveis destinados a habitação própria e permanente.

De acordo com o regulamento, que vai agora ser colocado à discussão pública, podem beneficiar da isenção do pagamento de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) as aquisições de imóveis na área do município efetuadas por jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 35 anos.

“Com este incentivos e outros apoios pretendemos que os mesmos contribuam para criação e incentivo de oportunidades ao nível de empreendedorismo, aproveitamento de toda a dimensão turística que dispomos, aliada a uma política de fixação de população no nosso concelho”, explicou o presidente da Câmara, Augusto Marinho, citado na nota enviada à imprensa.

A aprovação deste regulamento “vem reforçar a estratégia preconizada pelo município no que diz respeito às políticas da juventude, de promoção de fixação da população no concelho, reter mais rendimento nas famílias, dinamizar o mercado imobiliário e reabilitar os imóveis já existentes, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos jovens”, destaca aquela nota.

A autarquia aprovou também o plano municipal de defesa da floresta contra incêndios, que vai agora ser colocado em consulta pública.