Altominho.tv

Lusodescendente Sandrina Martins no comissariado da maior manifestação artística de Paris

Uma noite por ano, na “Nuit Blanche”, Paris torna-se uma galeria a céu aberto com centenas de artistas a exporem as suas obras nas ruas, em sítios insólitos e, em 2021, coube à lusodescendente Sandrina Martins coorganizar este evento.

Com mais de 20 anos de experiência no meio cultural, tendo passado por diferentes instituições culturais em França, Sandrina Martins é atualmente a diretora-geral do Carreau du Temple, um espaço público em Paris que acolhe anualmente cerca de 230 eventos artísticos, culturais e desportivos, e foi convidada pela Câmara Municipal da capital francesa para ser cocomissária da “Nuit Blanche”, este ano, evento que se realiza a 02 de outubro.

“É a grande manifestação artística e cultural da ‘reentré’ parisiense, que é muito acessível a todos e quer dar a conhecer a arte, nas suas diferentes manifestações, ao grande público, já que tudo é grátis e permite a todos não só descobrirem obras de arte, mas também espetáculos, em sítios completamente insólitos”, disse Sandrina Martins, em declarações à agência Lusa.

Nesta edição da “Nuit Blanche”, a autarquia quis destacar a relação entre o desporto e a arte, já que em 2024 Paris vai acolher os Jogos Olímpicos.

Assim, Sandrina Martins e o comissário Mourad Merzouki partiram em busca de locais relacionados, para destacar nesta edição, tendo encontrado muitas estruturas construídas para acolher os Jogos Olímpicos, em 1924.

“Há nas fronteiras de Paris mais de 50 quilómetros de caminhos que podem ser percorridos a pé, e quisemos utilizá-los para refletir sobre a questão das fronteiras e dar a conhecer Paris de uma forma diferente aos parisienses”, explicou a cocomissária.

Assim, Sandrina Martins idealiza um percurso na noite de sábado começando no Hotel de Ville, no 1.º bairro, onde haverá um espetáculo de abertura da autoria de Mourad Merzouki com ‘breakdance’, um novo desporto olímpico para 2024.

Impõe-se depois uma passagem pelo Bois de Vincennes, no 12.º bairro, onde o artista Mohamed El Khatib vai realizar uma apresentação no velódromo Jacques Anquetil, com uma associação de ciclistas de terceira idade.

A seguir, ruma-se à Festa da Piscina, de Barbara Butch. Esta ‘disc-jockey’ francesa vai animar uma festa na piscina olímpica Georges-Vallerey, no 20.º bairro, onde os visitantes podem dançar na água (fato de banho obrigatório) ou nas bancadas. Durante a noite haverá apresentações dos atletas da Federação Francesa de Natação.

Há ainda tempo para uma passagem pelo Santuário de Nossa Senhora de Fátima, igreja entregue à comunidade portuguesa, no 19.º bairro, onde se podem apreciar três obras de quatro artistas: Doria Belanger, Marie-Laure Bruneau e Alex Zelina e Radovan Dranga, que trabalharam juntos numa peça.

Com raízes na região de Ponte de Lima, Sandrina Martins pensa agora em como contribuir para a Temporada Cruzada entre Portugal e França, que arranca já em 2022 e visa promover a cultura dos dois países através de diferentes manifestações.

Assegurado está já o destaque de Portugal na iniciativa Food Temple, que decorre anualmente no Carreau du Temple, com a gastronomia nacional a ser homenageada em setembro de 2022.