Altominho.tv

Sete mortos e mais 469 novos casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou, nas últimas 24 horas, sete mortes atribuídas à covid-19 e 469 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, segundo o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde.

Desde o início da pandemia no país, em março de 2020, já morreram com a doença 17006 pessoas e 841 848 ficaram infetadas com o coronavírus SARS-CoV-2.

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais sete mortes por covid-19, o número mais alto em mais de um mês (oito óbitos em 14 de abril), quatro na região de Lisboa e Vale do Tejo, duas no Centro e uma no Norte. Morreram dois homens com idades entre 60-69 anos, uma mulher com 50-59 anos, um homem com 70-79 e dois homens e uma mulher com mais de 80 anos. Já morreram 8933 homens e 8073 mulheres desde o início da pandemia, mais de 17 mil pessoas no total.

Dos 469 novos casos, 167 foram notificados no Norte, 162 em Lisboa e Vale do Tejo, 39 no Centro, 33 na Madeira, 25 nos Açores, 22 no Algarve e 21 no Alentejo. O número de óbitos e novos infetados de hoje, o pior sábado desde 24 de abril, é ligeiramente superior ao registado nos últimos dias: zero mortes e 450 casos na sexta-feira e uma morte e 436 casos na quinta-feira. Número superior de infeções só na quarta-feira, com 485.

Também o número de casos ativos volta a subir pelo quarto dia consecutivo: são agora 22171 no total, com mais 76 nas últimas 20 horas (126 na sexta, 95 na quinta, 166 na quarta). De terça-feira até hoje, o número de casos ativos subiu de 21708 para 22171 (mais 463).

O número de internamentos continua a descer. Hoje há 223 pessoas internadas, menos 13 do que na sexta-feira, e continuam 71 pessoas em unidades de cuidados intensivos, menos uma do que na sexta.

Hoje foram dadas como recuperadas mais 386 pessoas, totalizando agora 802.671 desde o início da pandemia.

As autoridades de saúde mantêm em vigilância 18.793 contactos, menos 174 do que na sexta-feira.