Altominho.tv

Iniciada vacinação de 410 pessoas em Viana do Castelo

A vacinação contra a covid-19 começou hoje no centro instalado no pavilhão desportivo da Meadela, com um total de cerca de 410 inoculações, prevendo-se passar às 800 diárias, disse fonte da Câmara de Viana do Castelo.

“Hoje foi o primeiro dia. Foi um teste, um momento de aprendizagem, mas as coisas correram bem. Durante a manhã foram vacinadas 210 pessoas com mais de 80 anos.

No período da tarde, serão inoculadas 110 pessoas com mais de 50 anos e doenças associadas, bem como 100 de profissionais do dispositivo de Proteção Civil (bombeiros e entidades policiais)”, explicou Ricardo Rego, vereador da Promoção da Saúde da autarquia.

O vereador, que falava no período antes da ordem do dia da reunião camarária de hoje, adiantou que, “na sexta-feira e no sábado, continuará a decorrer a vacinação das forças policiais e que durante a próxima semana será aumentada a capacidade de vacinação, estimada em cerca de 800 pessoas por dia, estando a população a ser convocada através dos Centros de Saúde”.

“Estão previstos suplentes para se, eventualmente, no caso de existirem sobras, não ocorrerem os problemas. Já estão elencadas pessoas da proximidade que estarão de sobreaviso para a necessidade de lhes serem administradas as vacinas”, especificou.

Este plano de vacinação contra a covid-19 resulta de uma parceria da Câmara de Viana do Castelo com a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e prevê ainda o envolvimento das Juntas de Freguesia, no transporte de utentes com dificuldades de mobilidade, “sendo que na área urbana estão a decorrer negociações com operadores de táxis para assegurar transporte a todas as pessoas que dele necessitem”.

A Câmara disponibilizou uma Linha de Apoio à Vacinação covid-19 para que os munícipes possam esclarecer dúvidas relacionadas com o processo e articular transporte da população se necessário.

“Na quinta-feira, temos prevista a administração de 800 vacinas. O processo decorre da disponibilidade de vacinas pela ULSAM”, disse Ricardo Rego.

No centro de vacinação estão envolvidos 20 profissionais de saúde da ULSAM, mais os funcionários municipais que possam ser necessários.

No espaço foram instaladas oito ‘boxes’, quatro dedicadas ao centro de saúde de Viana do Castelo, duas ao de Barroselas e outras duas ao de Darque.

De acordo com o vereador, o centro de vacinação conta com percurso de circulação com sentido único, salas de espera após a vacinação, que inicia com 5 minutos de vigilância permanente por parte de um profissional de saúde, mais 20 minutos de espera, antes do utente dar por concluída a vacinação.

No pavilhão está ainda instalada uma zona de emergência, dotada “com profissionais de saúde especializados para acudir a algum utente que possa sentir-se mal”, estando ainda prevista uma resposta para “situações excecionais, de pessoas com mobilidade muito reduzida”, no exterior do pavilhão.

“Hoje foi-nos pedida a instalação de mais uma sala de emergência porque ocorreram duas reações anafiláticas ao mesmo tempo. Já estamos a proceder a alterações para dar resposta às solicitações dos profissionais de saúde”, especificou.

A fase seguinte será a vacinação da população em geral, sendo que o município de Viana do Castelo irá disponibilizar a ajuda necessária, envolvendo também as Juntas de Freguesia, tendo em conta a aprendizagem alcançada com a vacinação contra a gripe sazonal, promovida em finais de 2020.

No sábado, começaram a ser vacinados os Bombeiros Sapadores e Voluntários do concelho.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.430.693 mortos no mundo, resultantes de mais de 109,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.754 pessoas dos 792.829 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.