Altominho.tv

Centro de Viana do Castelo pronto para vacinar 800 pessoas por dia

O vereador da promoção da saúde da Câmara de Viana do Castelo disse hoje que o centro de vacinação do concelho está pronto e pode começar na próxima semana a vacinar 800 pessoas por dia.

Ricardo Rego, que falava aos jornalistas no final de uma visita à estrutura, instalada no pavilhão desportivo da Meadela, não especificou o dia por estar dependente das vacinas, que determinará também o início, pelos respetivos centros de saúde, do processo de convocatória dos utentes com 80 ou mais anos, bem como de pessoas com mais de 50 anos com doenças associadas.

“No sábado, no hospital de Santa Luzia, começam a ser vacinados os bombeiros voluntários, sapadores e as forças de segurança. A Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) só pode ter as coisas operacionais, sabendo que quantidades estarão disponíveis para não estarem a ser convocadas as pessoas e depois não serem administradas as vacinas”, referiu.

Segundo o responsável, “a ULSAM fez hoje a avaliação do centro de vacinação instalado no pavilhão desportivo da Meadela, e deu luz verde para começar a funcionar.
“À partida, estamos a contar que, no início da semana, as coisas estejam operacionais”, afirmou.

O vereador disse que nas oito ‘boxes’ montadas no pavilhão vão poder ser vacinadas 10.180 pessoas abrangidas pelos três centros de saúde existentes no concelho, sendo que daquele número, cerca de seis mil têm 80 ou mais anos.

“Teremos quatro ‘boxes’ dedicadas ao centro de saúde de Viana do Castelo, duas para o de Barroselas e outras duas para o de Darque”, especificou, adiantando que nas paredes de cada espaço de vacinação serão inscritos poemas de Pedro Homem de Melo, inspirados em Viana do Castelo, “para tranquilizar e dar ânimo” à população.
O espaço “tem percurso de circulação com sentido único, salas de espera após a vacinação, que varia entre os cinco e os 25 minutos, até os utentes poderem abandonar o edifício”.

No pavilhão está ainda instalada uma zona de emergência, que será dotada “com profissionais de saúde especializados para acudir a algum utente que possa sentir-se mal”, estando ainda prevista resposta para “situações excecionais, de pessoas com mobilidade muito reduzida”.

“Está acautelado um espaço no exterior do edifício, caso os profissionais de saúde tenham de se deslocar a um carro ou a uma ambulância para fazer a inoculação”, explicou.

Anteriormente, à Lusa, Ricardo Rego disse que a ULSAM “estima envolver no centro de vacinação 20 profissionais de saúde mais funcionários municipais que possam ser necessários”.

“As estimativas apontam para que, num prazo de cerca de duas semanas o processo esteja concluído”, especificou na altura.

Ricardo Rego acrescentou que este plano de vacinação contra a Covid-19 resulta de uma parceria com a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e prevê ainda o envolvimento das Juntas de Freguesia, após o “sucesso” alcançado, em outubro, com a vacinação contra a gripe sazonal.

Ricardo Rego disse ainda caso seja necessário serão ativados outros centros de vacinação, como o pavilhão do Atlântico, nas proximidades da Praia Norte e um outro espaço na margem esquerda do rio Lima.

Ricardo Rego apelou à “tranquilidade” da população, garantindo que “tudo está a ser agilizado quer em termos de estruturas, quer até de transporte das pessoas até ao centro de vacinação”.

No distrito de Viana do Castelo, “estão referenciadas para vacinação cerca de 32 mil pessoas com 80 ou mais anos, bem como de pessoas com mais de 50 anos com doenças associadas”.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.368.493 mortos no mundo, resultantes de mais de 107,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.034 pessoas dos 781.223 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.