Altominho.tv

Capitania de Caminha alerta para agravamento da agitação marítima no fim de semana

A Capitania do Porto de Caminha emitiu, esta sexta-feira, um aviso à comunidade marítima e população que frequente as zonas costeiras e ribeirinhas por causa do agravamento das condições meteorológicas, a partir do início da tarde de sábado até à madrugada de segunda-feira.

Em comunicado, a capitania alerta para a “previsão de ondulação de oeste, que apresentará um período largo, o que significa que transportará bastante energia e poderá atingir os oito metros de altura na madrugada do dia 22 de dezembro”.

Avisa também que, no mesmo período, tendo em conta as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), deverão ocorrer “rajadas de
vento de sudoeste, que poderão atingir os 100 km/h e, devido a este agravamento, devem ser consideradas medidas de prevenção por todos
aqueles que se encontram ou praticam as áreas junto à orla costeira”.

A Capitania do Porto de Caminha recomenda “o reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações, quer nos fundeadouros do rio Minho, quer no portinho de Vila Praia de Âncora, bem como evitar passeios perto da zona de rebentação, nas praias e nas zonas de pedra e rocha junto à orla costeira”.

Alerta ainda para a necessidade de precaver a proteção das infraestruturas, tais como bares e restaurantes, que estarão mais vulneráveis no caso de se verificarem galgamentos, prestando especial atenção ao período da preia-mar.

“É vital ter presente que, nestas condições, o mar poderá alcançar zonas que, aparentemente, parecem seguras”, sublinham na nota enviada à imprensa.

As barras de Caminha e de Vila Praia de Âncora deverão continuar encerradas até ao dia 25 de dezembro.