Altominho.tv

Monção e Salvaterra de Miño dinamizam Semana da Eurocidade

A segunda edição da Semana da Eurocidade Monção-Salvaterra do Miño começou hoje e vai prolongar-se até domingo, com diversas atividades.

O programa inclui iniciativas ligadas às áreas da educação, emprego e de lazer, com o objetivo de “potenciar um sentimento de união e partilha entre os dois povos”.

As atividades arrancaram esta quarta-feira com uma aula aberta na EPRAMI, em Monção, que contou com a participação de 62 alunos do quarto ano da ESO do IES de Salvaterra de Miño. Os estudantes visitaram estabelecimento de ensino português, para se familiarizarem com os espaços existentes e os cursos ministrados.

Na quinta-feira, pelas 18h00, a Casa do Conde, em Salvaterra de Miño, recebe uma conferência sobre a empregabilidade em zona de fronteira, com palestra da coordenadora do Eures Transfronteiriço Norte de Portugal – Galiza, Teresa Ventin. Pelas 19h30, será inaugurada a exposição de fotografia “Rio Minho e suas margens: passado e presente na raia”.

A iniciativa inclui também a realização de uma “Caminhada com as Estrelas”, com observação astronómica no Miradouro do rio Minho, em Salvaterra de Miño, que terá lugar na sexta-feira, pelas 20h30.

Com um percurso aproximado de cinco quilómetros, os participantes partem do Parque das Caldas, sobem pela escadaria dos Capuchos, cruzam a Praça Deu-la-Deu, passam pela Porta de Salvaterra, percorrem a Ecopista, atravessam a Ponte Internacional, entram novamente na Ecopista e, por fim, chegam ao Miradouro do Rio Minho. Esta atividade é de participação gratuita, mas está sujeita a inscrição obrigatória.

No fim de semana, dias 28 e 29, a partir das 15h30, o Cais da Lodeira, em Monção, acolhe diversas atividades lúdicas e recreativas. Com dinamização da Subzone Extreme, estão previstos passeios de kaiak, stand up paddle, kart cross a pedais e tiro ao alvo com arco.

eurocidade Monção – Salvaterra de Miño, com sede no lugar da Lodeira, em Monção, nasceu no dia 01 de maio de 2017, com o objetivo de “potenciar o relacionamento transfronteiriço, partilhar informação e auxiliar quem, todos os dias, atravessa a fronteira para lazer ou trabalho”.

Constitui também “um instrumento de valorização e enriquecimento das populações de ambas as margens, através da dinamização do rio Minho e espaços ribeirinhos, bem como a realização de atividades culturais, desportivas, económicas e sociais”.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.