Bombeiros recebem cheque/donativo devido à reciclagem de resíduos na Feira do Alvarinho

A Feira do Alvarinho de Monção, considerada a maior Wine Party de Portugal, que decorreu entre os dias 5 e 7 de julho, resultou na recolha de quase 12 toneladas de resíduos para reciclar: 1,5 toneladas de papel e metal, 2,7 toneladas de cartão e 7,4 toneladas de vidro.

Todos os resíduos recicláveis foram “transformados” em euros, tendo a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção, entidade escolhida na presente edição, sido contemplada com um cheque/donativo de 470,70 euros.

A entrega teve lugar esta manhã, no quartel dos “Soldados da Paz” monçanenses, na presença do autarca local, António Barbosa, o administrador da Valorminho, Rui Silva, o presidente da direção, Paulo Rocha, e o comandante, José Passos. No ato, participaram ainda técnicos de ambos os organismos e vários diretores e bombeiros.

A parceria entre o Município e a Valorminho terá continuidade na próxima edição da Feira do Alvarinho de Monção, devendo o apoio ser atribuído a outra coletividade local. Uma iniciativa que, nas palavras de António Barbosa, reflete uma feliz conjugação ambiental e social, contribuindo para ajudar instituições sociais e promover a reciclagem de resíduos.

No âmbito deste ecoevento, a Valorminho e o Município de Monção procederam à distribuição de ecobags para separação de resíduos pelos expositores presentes, tendo sido disponibilizadas diversas estruturas de acondicionamento de vidro, de papel/cartão e de embalagens de plástico e metal. Verificou-se ainda um reforço de contentores na envolvente do recinto.

Ao recolher cerca de 12 toneladas de resíduos para reciclar, a Feira do Alvarinho de Monção acrescentou à assinalável presença de público e rentabilização económica, uma aposta bem-sucedida na sensibilização ambiental e gestão dos resíduos produzidos durante aqueles três dias de alegria, música, convívio e amizade.