Festa da Virgem das Dores mantém percurso da procissão e fogo-de-artifício é lançado no domingo

A Comissão de Festas da Virgem das Dores de Monção anunciou que o percurso da procissão de domingo mantém-se inalterado em relação a edições anteriores, mas a sessão de fogo-de-artifício mudará de data.

Já tinha sido anunciada a alteração do espaço da festa, que nesta edição se vai desenrolar entre a Praça Deu-la-Deu Martins e o Parque das Caldas, devido às obras que estão a decorrer na vila de Monção, e esta segunda-feira a Comissão de Festas adiantou à Altominho TV que esta “necessidade de repensar o local das festividades” não alterou o percurso habitual da Procissão Solene em Honra à Virgem Nossa Senhora das Dores.

Este momento, que decorrerá no próximo domingo, pelas 18h00, tem início na Praça Deu-la-Deu Martins, subindo pela rua que leva ao posto dos correios e à  Praça da República em direção à Rua 25 de Abril, que mesmo com obras acolherá a procissão. O percurso prossegue depois até junto da Praça do Emigrante e continua pela Rua 5 de Outubro, terminando no centro da vila.

Outra das novidades na edição deste ano está relacionada com o lançamento do fogo-de-artifício no rio Minho. A Comissão de Festas revelou que a sessão terá lugar no domingo e não ao sábado, como era tradição em anos anteriores. Esta mudança prende-se, por um lado, “com a necessidade de manter o ambiente de festa no domingo, principal dia das festividades”, e, por outro lado, permitirá “não interromper o concerto das bandas musicais convidadas na noite de sábado”.

“Acima de tudo é uma aposta nossa. Como outras que fomos tomando. O ano de 2019 foi um ano de mudança e, por isso, a decisão da mudança do fogo-de-artifício de dia é apenas mais uma entre tantas outras como a introdução do Palco Monção, a mudança de imagem da Praça Deu-la-Deu, a aposta dos divertimentos num espaço de lazer de Monção, junto ao amuralhado e de frente para o nosso rio Minho”, disse à Altominho TV o juiz da festa, Davide Guedes. “Fomos uma comissão de mudança, mas também de coragem e compromisso”, concluiu.

Recentemente, foi também lançado um apelo à população de Monção nas redes sociais para “pintar de roxo toda a vila e dar-lhe uma nova vida durante o mês de agosto”.

A Comissão de Festas adiantou que, no âmbito da iniciativa intitulada de Agosto Roxo, os interessados podem adquirir lenços com a cor alusiva ao manto da Virgem das Dores, junto da própria comissão ou na Câmara Municipal.

As festividades contam este ano com um programa de seis dias, que arranca na próxima quarta-feira e prolonga-se até ao dia 19 de agosto.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com