REVISTA EXAME/REUTERS

Viana do Castelo apoia vítimas do ciclone em Moçambique com 10 mil euros

A Câmara Municipal de Viana do Castelo informou, esta quinta-feira, que vai apoiar a Cruz Vermelha Portuguesa com 10 mil euros para ajudar as vítimas do ciclone Idai que atingiu Moçambique a 15 de março.

Na proposta, apresentada em reunião ordinária pelo autarca José Maria Costa, o executivo declara que “foi com profundo pesar que o município tomou conhecimento das trágicas consequências da passagem do ciclone Idai pelo território moçambicano, provocando centenas de vítimas mortais, milhares de feridos e um expressivo número de deslocados, assim como avultados prejuízos materiais, em particular na região centro”.

Segundo comunicado da autarquia, “o município não podia ficar indiferente a esta tragédia” e mostra-se “disponível para se associar às iniciativas que visem ajudar as vítimas da catástrofe natural que atingiu o norte deste país africano”.

“Considerando a necessidade urgente de ajuda e tendo em conta que o apoio mais célere é efetuado através das Organizações Não Governamentais (ONG’s), a Câmara Municipal deliberou este apoio à Cruz Vermelha Portuguesa”, lê-se na nota.