Altominho.tv

Arcos de Valdevez abre no dia 8 de dezembro a Porta do Barroco

A viagem no tempo pelos dez municípios do Alto Minho chega, no sábado, dia 8 de dezembro, a Arcos de Valdevez. A Porta do Barroco vai abrir-se neste concelho com uma conferência, uma visita performativa e uma ação de sketching.

O projeto “Alto Minho 4D: Viagem no Tempo”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), pretende dar a “conhecer os tesouros do barroco na região” que “conta com centenas de monumentos artísticos, entre palácios e igrejas”.

Segundo a organização, Arcos de Valdevez é “uma jóia barroca primorosa, onde alguns dos melhores artistas deste período deixaram marcas e moldaram o caráter da vila”.

Este tema será abordado na conferência “Do Barroco”, que terá lugar na Casa das Artes de Arcos de Valdevez, pelas 11 horas, com a presença do historiador de arte Eduardo Pires de Oliveira e do investigador Manuel Joaquim Rocha. Esta iniciativa conta com o apoio do Centro Cultural do Alto Minho e tem entrada livre, mediante inscrição prévia no site da CIM do Alto Minho.

No sábado, a partir das 15h00, os participantes terão a oportunidade de acompanhar uma visita guiada e performativa à Igreja Matriz, orientada por Manuel Joaquim Rocha. No decorrer da visita, terá lugar uma performance, numa parceria com o Teatro do Noroeste – CDV e as Comédias do Minho, em co-programação com a Talkie-Walkie e a Ondamarela, com direção artística de Helena Oliveira e Miguel Ramos, e com a participação da comunidade local.

Esta iniciativa inclui ainda, durante o dia de sábado,a presença de trinta urban sketchers, que desenharão pormenores do património de Arcos de Valdevez, no âmbito da ação “Sketching com História” realizada em parceria com a Associação Urban Sketchers Portugal (UskP).

Esta será a oitava Porta do Tempo a abrir-se no âmbito do projeto “Alto Minho 4D – Viagem no Tempo”, que já passou por Caminha, Monção, Ponte de Lima, Ponte da Barca, Valença, Melgaço e Viana do Castelo.

Com esta iniciativa intermunicipal, cada um dos dez concelhos do Alto Minho encabeçará uma dessas rotas, que funcionará como o “portal” de acesso a uma “estação do tempo” (um núcleo museológico que funcionará num espaço físico), que irá dispor de uma série de valências e no qual se apresentará uma sequência de recursos patrimoniais alusivos a essa rota e a serem visitados não só nesse concelho, mas em todo o território. O objetivo é promover um circuito (touring) cultural pelo Alto Minho e, consequentemente, a mobilidade turística na região.

O projeto “Alto Minho 4D – Viagem no Tempo” foi aprovado no Programa Operacional Regional do Norte – Norte 2020, no domínio do “Património Cultural”.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!