Altominho.tv

Dezenas de ocorrências no Norte do país devido ao mau tempo

Várias dezenas de ocorrências foram registadas nos distritos do Porto, Viana do Castelo, Braga e Viseu devido à chuva intensa e vento forte, mas sem registo de feridos.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto, na noite de terça-feira foram registadas, até cerca das 23h00, mais de 30 ocorrências relacionadas com o mau tempo.

Em Viana do Castelo, o mau tempo causou inundações e queda de árvores, com as organizações de socorro a responderem a dezenas de alertas.

“A chuva e o vento causaram inundações nas vias públicas e garagens, quedas de árvores e estruturas. Temos registo de cerca de meia centena de ocorrências, com algumas ainda em aberto, mas sem feridos ou desalojados”, adiantou fonte do CDOS de Viana do Castelo, cerca das 23h15.

Por todo o país, a ANPC registou no total 255 ocorrências relacionadas com o mau tempo até às 07h30 de hoje, sendo Braga, Viana do Castelo e Porto os distritos mais afetados.

“Estamos a falar sobretudo de quedas de árvores e pequenas inundações. Os distritos mais afetados pelo mau tempo foram Viana do Castelo, Braga e Porto, não havendo contudo vítimas a registar”, disse em declarações à agência Lusa cerca das 08h00, o comandante Miguel Oliveira, da ANPC.

O mau tempo que se fez sentir durante a noite em especial nas regiões do Norte e Centro, foi provocado por uma superfície frontal fria de atividade moderada a forte associada à passagem da depressão Beatriz.

A meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Maria João Frada explicou à Lusa que a depressão Beatriz está centrada a noroeste das ilhas Britânicas, longe do território do continente.

“Não vai ter impacto direto no estado do tempo no território do continente, serão apenas efeitos colaterais associados à passagem de superfícies sucessivas de ondulações frontais que estão associadas à Beatriz, mas ela está de facto muito longe. Todo o vento que se possa vir a fazer sentir no continente é devido à Beatriz e por causa de um anticiclone que está a oeste dos Açores”, disse.

Maria João Frada adiantou que os efeitos da depressão, que vão prolongar-se pelo menos até domingo, determinam uma corrente de oeste que vai trazer ondulações frontais sucessivas.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!