Altominho.tv
FACEBOOK FREGUESIA DE BARROSELAS E CARVOEIRO

Freguesias situadas em monte de Viana criam charca para ajudar a combater incêndios

As sete aldeias situadas no sopé do monte da Padela, em Viana do Castelo, construíam uma charca, com capacidade para 3.500 metros cúbicos de água, para ajudar a combater incêndios florestais.

Em declarações à agência Lusa, o presidente Conselho Diretivo do Baldio de Carvoeiro, Artur Sá, explicou tratar-se da “única charca existente no concelho de Viana do Castelo, construída com esta dimensão e propósito”.

“A charca tem capacidade para armazenar 3.500 metros cúbicos de água e destina-se a fazer a proteção das populações e da floresta do monte da Padela e da zona envolvente”, explicou aquele responsável.

A charca da Padela, construída em terrenos comunitários da freguesia de Carvoeiro, representou um investimento de 20 mil euros.

Artur Sá adiantou que o investimento foi suportado pelos conselhos diretivos de baldios de Carvoeiro, Barroselas e Geraz do Lima (Santa Leocádia), pela União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, Junta de Freguesia de Mujães, União de Freguesias de Subportela, Deocriste e Portela Susã, Rede Elétrica Nacional (REN), com o apoio da Câmara de Viana do Castelo.

O responsável explicou que as “coordenadas daquela charca já foram enviadas para a Proteção Civil de Viana do Castelo para poder ser utilizada por meios aéreos e terrestres de combate a incêndios florestais”.

Aquele responsável acrescentou que a construção da charca da Padela “enquadra-se na estratégia de conservação e requalificação do monte da Padela”.

“O que pretendemos fazer numa segunda fase é proceder a plantação de espécies autóctones para valorizar e proteger aquele espaço”, sustentou.

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!