Altominho.tv

Viana do Castelo cria unidade móvel para garantir segurança nas praias do concelho

Uma unidade móvel de socorro e salvamento vai garantir, a partir de 15 de junho, segurança em todas as praias de Viana do Castelo, no âmbito de “um projeto pioneiro a nível nacional”, informou fonte autárquica.

Segundo aquela fonte, aquele “centro de comando e controlo integrado de vigilância, socorro e salvamento será constituído por uma equipa composta por dois nadadores-salvadores, sendo que um dos elementos terá formação de paramédico”.

“Viana do Castelo torna-se o único concelho com uma unidade móvel de salvamento”, adiantou a fonte, sublinhando que aquela unidade irá “garantir a segurança das praias vigiadas e não vigiadas do concelho”.

O projeto, que representa um investimento municipal de cerca de 207 mil euros, aprovado por unanimidade na última reunião camarária, “foi desenvolvido pela autarquia, em colaboração com a Capitania local, no âmbito da política de promoção e valorização das potencialidades ambientais e turísticas do concelho, da estratégia de Viana do Castelo “Cidade Náutica do Atlântico” para criar boas condições de acolhimento e segurança dos utentes das praias”.

De acordo com o protocolo estabelecido entre a câmara municipal e a Coordenada Decimal – Associação de Nadadores Salvadores, “nesta época balnear são reforçados os meios e os equipamentos de informação, apoio, vigilância, segurança, socorro e salvamento, integrando as praias do litoral não vigiadas”.

O protocolo visa, para além da criação do centro móvel, a “salvaguarda da segurança nas praias marítimas e fluviais de Afife, Arda/Bico, Paçô, Carreço, Norte, Cabedelo, Cabedelo/Luziamar, Rodanho, Amorosa 1, Amorosa 2, Castelo de Neiva, Argaçosa, Foz do Lima, salvaguardando também a segurança dos utentes e praticantes de desportos náuticos nas praias vigiadas e não vigiadas”.

O acordo agora estabelecido prevê ainda a realização de ações pedagógicas e ambientais, em articulação com o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) e Centro de Mar.

Além daquela unidade móvel, o município vai ainda transferir 200 mil euros para as juntas e uniões de freguesia para conservação, requalificação e valorização ambiental nos territórios da orla costeira.

Na época balnear que arranca no dia 15, 11 praias vigiadas de Viana do Castelo vão também dispor de um sistema de identificação de cores para daltónicos, na sequência da assinatura de um protocolo de licenciamento entre o município e a empresa proprietária do Código Color ADD – Sistema de Identificação de Cores.

O acordo tem um prazo de três anos, renovável, e será utilizado nas 11 praias vigiadas do concelho.

O ColorAdd é um sistema de identificação de cores para daltónicos, desenvolvido por Miguel Neiva, ‘designer’ gráfico e professor da Universidade do Minho, para ajudar a minorar um problema que afeta cerca de 10% da população masculina mundial.

Através da utilização do código, o daltónico olha para um dado objeto, uma peça de roupa ou um sinal de trânsito, e através dos símbolos nele colocados consegue distinguir as cores.

Redes Sociais

Mais de 40.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!