Altominho.tv

‘Design à Moda do Minho’ servido pelos alunos do Politécnico de Viana do Castelo

O desafio foi o de mergulharem na cultura gastronómica da Região do Minho e daí criarem uma família de objetos constituída por uma cadeira e por um segundo elemento. O resultado foi aquele que os alunos finalistas do curso de licenciatura em Design do Produto apresentaram a uma empresa da região que apadrinhou a iniciativa e que está exposto na biblioteca Barbosa Romero, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESTG-IPVC).

Em cima da mesa os estudantes tinham, para desenvolverem os seus trabalhos, receitas tradicionais da gastronomia minhota, cujos ingredientes, utensílios e processos metaforizam as histórias, os cenários, as pessoas e os equipamentos que definem a conceção de um prato regional. Pudim à Abade de Priscos (Braga), Toucinho do Céu (Guimarães), Sardinhas à Escabeche (Vila Praia de Âncora), Cordeiro Assado à Moda de Monção, Bacalhau à Margarida da Praça (Viana do Castelo), Clarinhas de Fão (Esposende), Charutos de Ovos (Arcos de Valdevez), Arroz de Lampreia (Ponte de Lima) e Pescada à Poveira (Póvoa de Varzim), foram os pratos regionais que serviram de inspiração à conceção das peças de mobiliário.

E com o apetite apurado os resultados não se fizeram esperar e surpreendem quem visita a exposição.

A iniciativa teve como principal objetivo estreitar relações entre alunos e empresas locais, contribuindo, deste modo, para a divulgação das competências que se geram no âmbito do curso de Design do Produto da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.