Altominho.tv

Melgaço investe meio milhão de euros em rede de percursos pedestres e cicláveis

A Câmara de Melgaço anunciou hoje um investimento de meio milhão de euros na criação de uma rede municipal de trilhos pedestres e cicláveis num total de 12 percursos, com uma extensão de 150 quilómetros.

Em comunicado, aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo explicou que “os 12 percursos vão estar interligados entre si e vão funcionar como uma rede viária pedonal e ciclável, ligando toda a paisagem natural e humanizada do concelho”.

Designado Walking & Cycling Melgaço, o projeto, candidatado ao programa Valorizar, prevê que “os percursos liguem a zona ribeirinha do concelho, junto ao rio Minho, passando pela pré-montanha ou meia encosta até às zonas mais altas de montanha no Parque Nacional da Peneda-Gerês(PNPG)”.

O projeto “contempla ainda ligações à vizinha Galiza, tanto na zona ribeirinha no vale do rio Minho e vale do rio Trancoso, mas também na zona de montanha, concretamente em Castro Laboreiro na fronteira da Ameijoeira e no planalto de Castro Laboreiro”.

“O objetivo é permitir uma oferta transnacional e os intercâmbios nos fluxos de turistas”, especificou a Câmara de Melgaço, acrescentando estar prevista a “ligação e enquadramento com os municípios vizinhos e articulação e integração com a Grande Rota do PNPG e com a rede de percursos supramunicipal da ADERE-Peneda Gerês”.

“Queremos criar uma verdadeira rede de percursos pedestres e cicláveis, estruturar este atrativo turístico que Melgaço oferece, requalificando os sete percursos existentes, adicionando mais cinco”, afirmou o presidente da Câmara, Manoel Batista, citado na nota.

Atualmente o concelho já dispõe de um centro de BTT com cinco percursos, devidamente sinalizados, com diferentes níveis de dificuldade, numa extensão de 170 quilómetros.

Este centro integra uma rede de equipamentos municipais vocacionados para a preservação e promoção da identidade local, receção e apoio aos visitantes de Melgaço.

Já na Porta de Lamas de Mouro, uma das cinco portas de entrada do PNPG, “encontra-se uma instalação de apoio aos praticantes da modalidade que poderão usufruir de alguns equipamentos, como balneários e uma zona de estacionamento específica”.

O centro de BTT está atualmente em fase de pré-homologação para integrar a rede nacional de centros daquela modalidade.