Altominho.tv

Alto Minho regista forte subida no número de desempregados

O número de desempregados em Portugal voltou a subir em julho de acordo com os dados revelados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Em Portugal, entre fevereiro e julho, o número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) subiu 30%, disparo para o qual contribuíram a generalidade das regiões. Isto já que 84% dos concelhos portugueses verificaram um agravamento do número de desempregados, com especial destaque para 32 regiões em que as subidas superaram mesmo a fasquia dos 50%.

Em termos nacionais, de acordo com os dados do IEFP, em fevereiro, estavam registados nos serviços de emprego do continente cerca de 293 mil pessoas. Cinco meses depois, esse universo já ultrapassou os 380 mil desempregados, tendo registado uma subida de 30,37% (89.003 inscritos) desde a chegada da Covid-19 a Portugal.

No Alto Minho, regista-se um aumento generalizado no número de desempregados inscritos no IEFP, entre fevereiro e julho.

Destacam-se dois concelhos que mais do que duplicaram o número de desempregados entre fevereiro de 2020 e julho de 2020, Ponte de Lima (102,35%) e  Paredes de Coura (98,33%).

Por outro lado, os concelhos que registaram menores subidas no mesmo período foram, Melgaço (16,13%), Ponte da Barca (24,57%) e Arcos de Valdevez (32,89%).