Altominho.tv

DGS avança com número de casos confirmados em dois concelhos do Alto Minho

O concelho de Viana do Castelo apresenta o maior número de infetados por Covid-19 na região do Alto Minho, com sete casos confirmados, e Arcos de Valdevez soma três casos, de acordo com um relatório divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os restantes concelhos do Alto Minho não constam na lista da DGS, que apenas reporta 54% dos casos já confirmados, mas segundo o que a Altominho TV apurou o concelho de Caminha tem dois casos confirmados, assim como os concelhos de Monção e Paredes de Coura.

A Câmara de Paredes de Coura confirmou, esta terça-feira, a existência de dois casos no concelho. Em comunicado enviado à imprensa, a autarquia adianta que “o estado de saúde de ambos é estável e encontram-se sob vigilância das autoridades, com a monitorização exigida de todos os casos de contacto direto que identificaram”.

O presidente da Câmara, Vítor Paulo Pereira, citado naquela nota, afirmou que “é inevitável existirem casos de infeção”. “O número de infetados vai aumentar por todo o país, nos concelhos vizinhos e no concelho de Paredes de Coura. Aumentará sobretudo se não forem adotadas as medidas de contenção e prevenção já divulgadas”, sublinha.

Segundo o autarca, “mais do que identificar cada um dos doentes”, é fundamental manter um “comportamento responsável”. “Para conter esta doença, todos devemos concentrar-nos nas regras divulgadas até à exaustão pelas autoridades e pelos órgãos de comunicação social: lavar as mãos, manter o distanciamento mínimo de segurança, manter o isolamento social e evitar saídas desnecessárias de casa. Cada um terá de fazer o seu trabalho, proteger-se, proteger a comunidade e, sempre que possível, ficar em casa.”

Sobre a evolução dos números, Vítor Paulo Pereira adiantou que a autarquia vai procurar “divulgar informações oficiais quando existam”.

No concelho de Melgaço, o primeiro caso positivo, confirmado esta segunda-feira, é o de um homem de 82 anos da freguesia de Parada do Monte.

DIREÇÃO-GERAL DA SAÚDE