Esculturas vão “embelezar” rotundas de Monção

A Câmara de Monção anunciou que vai instalar esculturas nas quatro rotundas de acesso à vila. O vinho Alvarinho, as termas, o cordeiro à moda de Monção e a festa da Coca são os temas propostos para o embelezamento destes espaços.

Em comunicado, o município explicou que os quatro temas representativos da “identidade, cultura e tradição” do concelho serviram de mote a um concurso de ideias, que terminou no início deste mês, e que recebeu propostas de três gabinetes de arquitetura”.

Os projetos “vão agora ser analisados pelo município, sendo que no final será elaborado um relatório e escolhida a proposta vencedora em cada um dos temas para que seja concebida a escultura que irá embelezar as quatro rotundas de acesso à vila” de Monção.

“O objetivo é criar uma imagem visual do que de melhor o município tem para oferecer, convidando os visitantes a descobrir a oferta local”, sustenta a autarquia, adiantando que, “além de valorizar as rotundas, os elementos escultóricos constituem-se como ponto de partida da estratégia municipal para o desenvolvimento e promoção do território, reforçando, junto dos automobilistas que circulam na Estrada Nacional (EN) 101, as potencialidades naturais e os recursos endógenos do concelho”.

A intenção da autarquia, segundo António Barbosa, citado na nota, “é projetar uma imagem de modernidade sem descurar aspetos ligados à história e tradição do concelho”.

“Queremos símbolos atraentes e contemporâneos que, com audácia e criatividade, representem a nossa origem, identidade, autenticidade e caráter”, frisou o autarca.

António Barbosa referiu ainda pretender que o projeto “seja capaz de passar fronteiras e estabelecer uma ligação emocional com residentes e visitantes, sendo reconhecido como pilar impulsionador da promoção interna e externa do município”.
Na nota, o município não especifica o montante a investir nas esculturas, nem o prazo para a sua instalação nas quatro rotundas de acesso àquela vila do Alto Minho.