Altominho.tv

Roscas de Monção e Charutos dos Arcos são oficialmente Maravilhas Doces de Portugal

O resultado acaba de ser revelado na grande final do programa “7 Maravilhas Doces de Portugal”, emitido esta noite em direto na RTP1 a partir de Montemor-o-Velho.

As Roscas de Monção e os Charutos dos Arcos, os 2 doces que representaram o Alto Minho na fase final deste concurso, ficaram entre os 7 mais votados, passando assim a fazer parte do lote final das “7 Maravilhas Doces de Portugal”.

De acordo com os resultados divulgados na última lista antes do fecho das votações, os Charutos do Arcos mantiveram a 1ª posição ao longo do programa, enquanto as Roscas de Monção, depois de estarem durante a votação da manhã na 5ª posição recuaram mais tarde para a 7ª posição, o que não impediu ainda assim de se sagrar vencedor e constar no lote final das “7 Maravilhas Doces de Portugal”.

Os restantes cinco doces finalistas foram o Bolinhol de Vizela, a Crista de Galo de Vila Real, Amêndoa Coberta de Moncorvo IGP, Barrigas de Freira de Arouca e Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho.

A iniciativa, que tem o Alto Patrocínio da Presidência da República, tem como objetivo, segundo a organização, distinguir “o produto endógeno, a marca da terra, a preservação da qualidade dos ingredientes e a capacidade que o país tem de inovar e de se reinventar nas suas tradições”.

A eleição final resulta do voto do público, mas um painel de especialistas com conhecimento na área da doçaria participa nas fases iniciais do processo de seleção, a partir das candidaturas apresentadas.

Desde 2007, foram já escolhidas as 7 Maravilhas de Portugal, de Origem Portuguesa, Naturais, À Mesa, Gastronomia, Praias e Aldeias.

Momentos do anúncio da seleção das “Roscas de Monção”:
Momentos do anúncio da seleção dos “Charutos dos Arcos”: