Melgaço vai ter Curso Superior de Trabalhos em Altura e Acesso por Cordas

A Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço – IPVC vai lecionar o Curso Técnico Superior Profissional em Trabalhos em Altura e Acesso por Cordas (de Nível V) no próximo ano letivo.

Este será o primeiro curso com carácter universitário a ser ministrado em Portugal e terá como sala de aula o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal, com condições de excelência para a prática do desporto.

A Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESDL-IPVC), em Melgaço, aumenta a sua oferta formativa para o próximo ano letivo com o Curso Técnico Superior Profissional em Trabalhos em Altura e Acesso por Cordas (de Nível V).

Este será o primeiro curso com carácter universitário a ministrar em Portugal. Inserido no apelidado “Destino de Natureza Mais Radical de Portugal”, o curso contará com excelentes condições para o desenvolvimento prático de disciplinas em contexto desportivo.

“Já temos várias candidaturas submetidas por parte de alunos interessados em frequentar o curso perante um setor em franco crescimento”, atenta o Coordenador de Curso, Joel Pereira, afirmando de que este curso “vem responder às necessidades do mercado, num setor que atualmente tem uma expressão significativa a nível nacional, mas também a nível internacional, com salários muitas das vezes elevadíssimos!”.

Joel Pereira diz ainda que é a formação destes técnicos que permite assegurar elevados níveis de segurança na realização dos seus trabalhos, seja no âmbito desportivo ou industrial, garantindo a “paralela e necessária qualidade do serviço prestado”.

 Somos o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. Temos excelentes condições para a prática deste curso. Para os desportos de natureza e para o desporto em si! Não temos dúvidas de que o curso será muito bem-sucedido”, atenta o autarca Manoel Batista, enaltecendo o papel da escola: “tem feito um trabalho brilhante. É uma referência enquanto local de formação e produção científica, sendo palco de eventos de nível internacional.”

O novo curso da ESDL tem como objetivo dotar o aluno de ferramentas que permitam conceber, planear, organizar ou acompanhar tarefas que envolvam a realização de trabalhos em altura bem como utilizar técnicas de resgate e movimentação de objetos em locais confinados ou de difícil acesso (grutas, árvores, canhões, estruturas fabris, etc.) participando na gestão e manutenção de instalações e equipamentos.

Trata-se de um curso de dois anos, “com ano e meio de curso em sala e contexto de laboratório de trabalho e meio ano de estágio em contexto empresarial, seguindo referenciais de formação internacionais, nomeadamente os referenciais IRATA – Industrial Rope Access Trade Association, associação líder no mercado do Acesso por Cordas, pelo que conseguimos dar um conjunto alargado de competências aos profissionais desta área e prestar um serviço de utilidade à região e ao país”, diz Joel Pereira.

 A qualificação dos recursos humanos é fundamental para a competitividade das empresas. Somos uma instituição pública, existimos para servir o território e as empresas do país e temos de perceber do que é precisam.”, refere Pedro Bezerra, Diretor da Escola Superior de Desporto e Lazer, salientando que a escola assume o seu papel com “a responsabilidade de criar e formar profissionais orientados para o mercado de trabalho.”

A primeira turma deverá ser constituída não apenas por alunos que tenham concluído o Ensino Secundário, mas também, por trabalhadores de empresas que pretendam especializar-se nesta área. “Já está tudo preparado para arrancar e a nossa expectativa é que o curso tenha uma boa adesão, quer de alunos, quer de empresas que enviam os seus técnicos para especialização nesta área.”, afirma Joel Pereira.

As candidaturas estão abertas até 31 de agosto no site da instituição em www.ipvc.pt.