Centro Cultural de Paredes de Coura reabre após obras de cerca de 300 mil euros

O Centro Cultural de Paredes de Coura vai reabrir na sexta-feira, pelas 18h00, após um investimento de cerca de 300 mil euros, que permitiu a realização de obras de reabilitação neste espaço. A cerimónia vai contar com a presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca.

“A cultura não é uma herança, mas uma conquista diária que exige coragem, esforço e investimento”, afirma o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira, citado na nota enviada à imprensa, acrescentando que “a cultura é a escola escondida, a universidade invisível que forma crianças, jovens, cidadãos”.

O autarca tem “norteado a gestão da edilidade, com uma forte aposta na componente e formação cultural”. “Em Paredes de Coura sempre compreendemos bem isso, porque temos uma estratégia propositada que confunde educação com a cultura”, explica.

Segundo o município, a reabilitação do Centro Cultural de Paredes de Coura, cujo valor de adjudicação se cifrou nos 293 mil euros, “era da mais elementar necessidade, dado que ao longo de quase vinte anos de utilização continuada, foram sendo verificados e acumulados sucessivos problemas – limitações funcionais decorrentes da organização dos espaços, deterioração física e material da construção, falta de conforto térmico, lumínico e acústico de alguns espaços –, que importava resolver de forma integrada e coerente”.

“Mais do que reformular e redesenhar o edifício existente, de forma abusiva e invasiva, importava respeitar a obra existente, tentando minimizar o impacto da nova intervenção. Quando foi necessário alterar, optou-se por soluções neutras, equilibradas, que não comprometessem a qualidade arquitetónica do objeto original”, lê-se no comunicado.

O edifício tem uma sala de exposições, uma sala de cinema e um auditório polivalente, capacitado para espetáculos de teatro, música, conferências ou exposições.