IPVC recebe galardão nos European Enterprise Awards com o projeto Peneda-Gerês CompetiTUR

O projeto do Instituto Politécnico de Viana do Castelo – Peneda-Gerês CompetiTUR foi galardoado na sessão nacional dos European Enterprise Awards 2019. O projeto resulta de uma parceria entre a ESDL/IPVC (Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo), a ACIBTM/INCUBO (Associação Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho/ Incubadora de Iniciativas empresariais Inovadoras) e a ADERE-PG (Associação de Desenvolvimento das Regiões do Parque Nacional da Peneda-Gerês), enquanto promotor líder.

Carla Rodrigues da ADERE-PG questionava na apresentação do projeto: “Afinal o que é que nós somos ou queremos ser (oferta-produto)? Como é que queremos que os outros nos reconheçam (posicionamento) e como é que nos distinguimos dos outros (diferenciação)? Questões lançadas a todos os parceiros e que de imediato foram abraçadas e trabalhadas por todos.

Ao longo de 28 meses, o projeto envolveu mais de 70 empresas do setor do alojamento, da restauração, animação turística, informação turística, transporte e viagens. Foram dinamizados 25 workshops para as empresas do setor do turismo, numa estratégia de cooperação/ competição empresarial, focada na qualificação e promoção da rede de oferta turística “walk friendly”, abrindo portas para a estruturação do “walking” como um produto de excelência no Parque Nacional da Peneda-Gerês, Norte de Portugal. Um projeto que teve a duração de dois anos num investimento de 452.000,00 €, apoiados por Fundos Europeus Estruturais e de Investimento – FEDER – Portugal 2020 – NORTE 2020.

A Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, detentora de conhecimento técnico especializado na área do desporto e atividades de ar livre, foi responsável pela elaboração da matriz de qualidade para o turismo ativo (que integra também o Referencial de qualidade para atividades e serviços de turismo de natureza no Parque nacional da Peneda-Gerês), colaborando com a ADERE-PG nas sessões de trabalho com as empresas e na avaliação e diagnóstico das empresas do setor da animação turística. Com o trabalho desenvolvido, as empresas locais passaram a ter acesso a um referencial que compara as normas e boas práticas do setor a nível internacional, sendo um facilitador para as empresas que querem qualificar-se em mercados específicos. Um papel de elevada importância sublinha Joel Pereira, professor da ESDL e coordenador do projeto ao nível do IPVC considerando que “com o Referencial de Qualidade desenvolvido e agora mais capacitados e inspirados na estratégia de desenvolvimento, as empresas estão aptas a assumir o seu papel na rede de apoio ao produto walking.”

Este referencial é a matriz de identidade e de posicionamento da futura rede de oferta de apoio à Grande Rota Peneda-Gerês. Esta Grande Rota (GR), com cerca de 200 km de extensão, irá atravessar todo o território do Parque Nacional, percorrendo mais de 40 lugares, onde se concentra a oferta de atividades e serviços turísticos. Esta GR vai precisar do apoio de uma rede de oferta turística bem estruturada, qualificada e diversificada e vai, certamente, potenciar um conjunto de novos negócios, relacionados com a necessidade de transferes, transporte de bagagens, preparação de pack-lunche, gestão de reservas, marketing e comunicação e e-comerce.

Carla Rodrigues da ADERE-PG salienta que “este projeto pretendeu dinamizar o espírito de cooperação empresarial, tendo sido para o efeito realizada uma ação de itinerância pelas empresas dos cinco municípios do território, onde as empresas visitaram a “casa” dos seus parceiros (e não concorrentes), para aprofundar o conhecimento, a relação de confiança e potenciar as parcerias”.

Foi ainda promovida uma visita a uma boa prática internacional, neste caso o Parque Nacional dos Picos da Europa. Aqui os empresários envolvidos tiveram a oportunidade de conhecer outra realidade. Visitaram o Parque Natural e conheceram os seus responsáveis assim como algumas das suas ofertas turísticas. Reforçaram os laços pessoais e comerciais entre as empresas do PNPG e do Parque Nacional dos Picos da Europa, onde durante 3 dias conviveram e tiveram oportunidade de trocar ideias e abrir caminho para parcerias.

A ACIBTM/INCUBO, enquanto entidade ligada à área empresarial, imprimiu ao projeto e às empresas valências importantes do negócio turístico, desenvolvendo uma plataforma web para promover e comercializar a oferta turística do território. Esta é uma ferramenta de grande valor na organização e venda integrada da oferta. A plataforma já se encontra online e, apesar da sua juventude, integra já uma oferta considerável de pacotes turísticos, locais de alojamento, restaurantes e produtos locais, bem como um conjunto vasto de sugestões de visita.

Jorge Miranda da ACIBTM/INCUBO afirma “Com esta plataforma pretendeu-se criar uma marca única, sobre a qual se possa divulgar/promover/comercializar, on-line, de forma organizada e estruturada o destino Turístico “Regiões do PNPG”, definindo e implementando campanhas de marketing digitais nos principais mercados emissores, permitindo aumentar a visibilidade internacional do destino turístico “Regiões do PNPG”, posicionando-o como o melhor a nível nacional e um dos melhores a nível internacional.”

Carla Rodrigues da ADERE_PG refere ainda que “brevemente, e em associação com a All-inNature, estará disponível uma plataforma especializada no walking (www.walkingpenedageres.pt) que integrará serviços/atividades qualificados no apoio aos turistas das caminhadas.”

Este teve a duração de 2 anos e resultou num investimento de 452.000,00 €, apoiados por Fundos Europeus Estruturais e de Investimento – FEDER – Portugal 2020 – NORTE 2020.

Site do projeto: www.competitur.pt