Alto Minho cria carta de recomendações para a saúde mental durante debate em Ponte de Lima

Criar uma base de trabalho para responder às “muitas carências” do distrito de Viana do Castelo na área da saúde mental é o objetivo da carta de recomendações a elaborar, na sexta-feira, num debate em Ponte de Lima.

Em declarações, hoje, à agência Lusa, o presidente da Methamorphys – associação portuguesa para o desenvolvimento humano, Jorge Viana, explicou que “a carta de recomendações reunirá as soluções que resultarem do debate sobre os problemas da saúde mental na região”, sendo que “o documento, a subscrever por todos os presentes no debate será enviado para o Ministério da Saúde e outras entidades com responsabilidades e que intervêm na área da saúde mental”.

“Será um documento que poderá origem a vários projetos para o Alto Minho que é uma região onde as carências são imensas e está tudo por fazer na área da saúde mental. Por exemplo, ao nível de unidades residências, oficinas ocupacionais, emprego protegido, entre muitos outros”, explicou Jorge Viana.

O presidente adiantou aquele instrumento de trabalho será elaborado com a participação do público que marcar presença no debate que decorrerá, na sexta-feira, entre as 09h30 e as 13h00, no auditório rio Lima, em Ponte de Lima.

A iniciativa vai contar com a participação do bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, que falará sobre a promoção da saúde mental, desafios, recursos e perspetivas.

Jorge Viana adiantou que as estimativas referem que “cerca de 25% da população portuguesa tem problemas de saúde mental”, valor que considerou ser “muito significativo”.

No Alto Minho, referiu “não há dados” sobre esta problemática, mas afirmou que “o número de pessoas com problemas de saúde mental é muito grande”.

“Na nossa associação, arriscava dizer que 100% das pessoas que temos recebido, e já acolhemos mais de 150 em quatro anos de trabalho, todas elas tinham problemas de saúde mental”, justificou.

O painel de oradores integra os nomes de António Leuschner, que falará sobre o tema “A saúde mental, mas afinal do que estamos a falar”, do juiz presidente da Comarca de Viana do Castelo, José Júlio Pinto que abordará o tema “Como julgar a Saúde Mental” e do presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (USAM), Franklim Ramos com o tema “As Unidades de Saúde como resposta residencial”.

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, José Maria Costa, abordará “A participação do Poder Local nas parcerias para a construção de soluções para a Saúde Mental” e a diretora do Centro Distrital da Segurança Social, Cristina Oliveira, falará sobre “Saúde Mental o que está por fazer”.

A presidente da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social (UDIPSS) DE Viana do Castelo, Filomena Araújo será a oradora do tema “As IPSS e as condições a dar para que possam trabalhar”.

O debate será moderado pela responsável pelo departamento de Psiquiatria e Saúde Mental da ULSAM, Paula Pina, e pela vereadora d’Ação Social da Câmara de Ponte de Lima, Ana Machado.

Fonte: Lusa

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com