Grupo espanhol investe 17ME e cria 70 novos empregos em Viana do Castelo

Um grupo espanhol do setor automóvel vai investir 17 milhões de euros numa nova unidade industrial no parque empresarial de Lanheses e criar 70 novos postos de trabalho, anunciou o presidente da Câmara de Viana do Castelo.
José Maria Costa adiantou que o contrato de investimento vai ser submetido à apreciação do executivo municipal na próxima reunião camarária.
O autarca socialista, que falava na sexta-feira à noite, numa tertúlia promovida pelo Fórum Vianense, nas instalações do porto de mar da cidade, em Darque, sobre “Dinamização Industrial como fator de competitividade regional”, considerou que
o concelho vive uma “fase vibrante de atividade económica”, referindo como exemplo “as sete novas unidades fabris que estão a instalar-se no concelho”.
“Semana sim, semana não, recebemos uma nova intenção de investimento industrial no concelho”, frisou.
O presidente da câmara adiantou que foi assinada, na sexta-feira, com a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), a prorrogação, por mais 20 anos, da concessão do parque empresarial da Praia Norte ao município.
“Esta prorrogação do prazo vai permitir um investimento no parque empresarial de 20 milhões de euros”, salientou.
O parque da Praia Norte, propriedade da APDL, acolhe atualmente cerca de três dezenas de unidades empresariais.
Segundo os dados revelados pelo autarca, “desde 2013 e até final de 2018, já foram criados 3.557 novos postos de trabalho que resultaram da assinatura de 41 contratos que representaram um investimento de 263 milhões de euros”, nos quatro parques empresariais do concelho (Praia Norte, Alvarães/Neiva, Lanheses e Meadela).