Investimento de 330 mil euros cria novos acessos a parque empresarial de Valença

A Câmara de Valença lançou hoje o concurso público para a construção da ligação da Estrada Nacional 13 (EN13) ao parque empresarial de Gandra, num investimento superior a 330 mil euros.

De acordo com o aviso publicado hoje em Diário da República (DR), a empreitada terá um prazo de execução de um mês.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Valença, Jorge Mendes, explicou que, este ano, o município “vai investir naquele parque empresarial cerca de um milhão de euros, entre aquisição de terrenos e construção de melhores acessos”.

O autarca social-democrata adiantou que a empreitada agora lançada a concurso público vai permitir a construção, no total, de um quilómetro de novos acessos do parque empresarial de Gandra à EN13.

“Nesta primeira fase vamos construir cerca de 500 metros. A segunda fase, cujo projeto já está concluído, prevê a construção de mais 500 metros e de uma rotunda, na EN13. Já apresentámos o projeto à Infraestruturas de Portugal (IP). Foi bem acolhido. Agora estamos a estudar a forma como irá ser construída essa rotunda”, explicou Jorge Mendes.

O autarca adiantou tratar de “investimento municipal, a candidatar aos fundos do Norte 2020”.

Jorge Mendes realçou que, em 2018, a autarquia da segunda cidade do Alto Minho, na fronteira com a localidade de Tui, na Galiza, investiu “mais de 200 mil euros na aquisição de terrenos e na construção de acessos ao parque empresarial de Gandra para garantir uma ligação rápida ao nó da Autoestrada 3 (A3) e às vias do Atlântico, para assegurar as melhores condições de atratividade e competitividade ao parque empresarial de Gandra”.

Segundo Jorge Mendes, o parque empresarial de Gandra acolhe “mais de 30 empresas e, face à procura crescente, a autarquia está a comprar terrenos para dar resposta ao interesse de novas empresas em instalar-se no concelho”.

“Esta semana vendemos mais dois lotes. Um de dois hectares para um operador logístico e outro de 3,2 hectares para uma empresa ligada à reciclagem”, especificou.

Fonte: Lusa

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com