Rio Minho recebe mais um repovoamento de salmões esta sexta-feira

O troço internacional do rio Minho entre Valença e Tui vai receber mais um repovoamento de salmões no âmbito do Projeto Migra Minho/Miño. Na sexta-feira, serão largados sete mil salmões juvenis com a participação de crianças de nove e dez anos, dos dois concelhos vizinhos.

Segundo o Comandante do Porto de Caminha, Pedro Cervaens, o repovoamento desta espécie, que está identificada como sendo uma em risco de extinção no rio Minho, realiza-se há alguns anos, tendo sido já “lançados ao rio cerca de 600 mil salmões”.

Para o responsável, o principal objetivo deste tipo de ação de repovoamento é “promover a conservação e a sustentabilidade do rio Minho e dos seus peixes migradores, como é exemplo o salmão”.

A iniciativa vai realizar-se a bordo das embarcações da Polícia Marítima de Caminha e da Comandância Naval del Miño, entre as 10h30 e as 12h00 (hora portuguesa), contando com a presença da Autoridade Marítima Nacional, da Armada Espanhola, da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, da Xunta da Galicia e do Aquamuseu do rio Minho.

Associado a este repovoamento, este ano, estão também as comemorações do “Ano Internacional do Salmão”, nas quais estão envolvidas a Organização para a Conservação do Salmão do Atlântico Norte (NASCO) e a Comissão do Pacífico Norte para as pescarias de espécies anádromas (NPAFC).