GNR apreende em Valença amêijoa-japonesa no valor de 19.500 euros

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR apreendeu este domingo, no concelho de Valença, mais de duas toneladas de amêijoa-japonesa, no valor estimado de 19.500 euros.

Em comunicado, a GNR adianta que os 2.175 quilos de bivalves foram apreendidos durante uma ação de  fiscalização rodoviária orientada para a verificação e controlo do transporte de pescado fresco e moluscos bivalves.

Os militares da GNR “detetaram uma viatura que transportava amêijoa-japonesa (Ruditapes Philippinarum), a qual não possuía o tamanho mínimo legal para puder ser capturada e comercializada, quatro centímetros”. Os bivalves também “não possuíam documentos que garantissem a sua rastreabilidade”.

Segundo a força policial, “a falta de rastreabilidade pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidos no consumo, devido à possível contaminação com toxinas”.

No decurso da operação foi identificado um homem, com 46 anos, e elaborado o respetivo auto de notícia por contraordenação.

A GNR explicou que o “transporte de espécies bivalves em estado imaturo e a falta de rastreabilidade constituem infrações puníveis com coima máxima de 37.500 e 25.000 euros, respetivamente”.