Câmara de Viana do Castelo apoia reabilitação de três igrejas

A Câmara de Viana do Castelo aprovou uma proposta no âmbito do programa municipal Valorizar o Património para financiar a terceira fase da requalificação da Igreja de S. Pedro de Serreleis e as primeiras fases de requalificação das igrejas paroquiais de S. Lourenço da Montaria e S. Pedro de Subportela, no valor global de 90 mil euros.

A proposta de reabilitação foi apresentada na última quinta-feira pela vereadora da Cultura, Maria José Guerreiro, que referiu que, “não sendo edifícios municipais, são valiosos do ponto de vista patrimonial”.

A responsável adiantou que, além da requalificação daquele património, o programa municipal pretende “promover a fruição dos espaços, do ponto de vista turístico, face ao crescimento do setor do turismo religioso”. “Queremos consolidar desse segmento”, sustentou.

Lançado em março de 2017, o programa Valorizar o Património destina-se a intervir em imóveis em risco. No âmbito desta iniciativa, já foram reabilitadas 10 igrejas, capelas e cruzeiros, num investimento municipal de cerca de 400 mil euros.

As obras são acompanhadas pelo departamento de arqueologia da autarquia, supervisionadas pela Direção Regional de Cultura do Norte.

Em comunicado, a autarquia explica que, além da “requalificação de espaços de valor arquitetónico, histórico e artístico relevante para o território”, o programa pretende ainda “dinamizar o potencial cultural destes espaços enquanto locais privilegiados de fruição cultural, e promover e valorizar os espaços referidos enquanto locais de visitação e atratividade turística”.

Este programa “tem vindo a privilegiar alguns edifícios que apresentavam algumas condições de risco ou desadequadas, designadamente risco de colapso físico, acesso e circuito condicionados, obras de arte em avançado estado de deterioração, ausência de conteúdos e sinalética”.

As igrejas de São Domingos, de São Tiago de Castelo de Neiva, de São Pedro de Serreleis, as capelas de Nossa Senhora da Agonia, de Santa Catarina, das Malheiras e os cruzeiros de Santa Marta de Portuzelo e de Nosso Senhor da Saúde, em Vila de Punhe, estão entre os imóveis incluídos no programa.