Profissionais de saúde do Alto Minho “saem” à rua pelos cuidados primários

A Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) promove no domingo, nos 10 concelhos da região, um evento que pretende “reunir o maior número de profissionais” da unidade e visa promover os cuidados primários.

Em declarações à agência Lusa, a diretora clínica da rede de cuidados primários da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, Fátima Fonseca, explicou hoje que nos 12 centros de saúde do distrito de Viana do Castelo “trabalham cerca de 750 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de ação médica”, mas a ação destina-se “a todos os trabalhadores da ULSAM”.

“Para já, temos inscritos cerca de 300 profissionais, mas esperamos mais”, disse.

Em causa está a primeira edição do “Sair à Rua”, evento que vai envolver no domingo, a partir das 10h00, as unidades funcionais de todos os centros de saúde a funcionar nos 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo e em cada município está definido um local de concentração.

“Todos os profissionais estão convidados a sair à rua. Além de assinalar o Dia Mundial do Médico de Família, que se celebra a 19 de maio (domingo), queremos demonstrar que estamos a trabalhar de forma integrada. É importante que esta mensagem passe para a comunidade”, sustentou.

A responsável disse que esta iniciativa é como que “parar o Alto Minho” para mostrar que, apesar da dispersão, os funcionários estão “unidos e alinhados” e que conseguem “trabalhar em proximidade”.

Fátima Fonseca apelou ainda “ao envolvimento das autarquias enquanto estruturas fundamentais para a gestão dos serviços públicos numa dimensão de proximidade”.

O primeiro “Sair à Rua”, dedicado à promoção dos cuidados de saúde primários, disse, pretende “promover a importância dos cuidados de saúde prestados à pessoa e à sua família, valorizando o papel da equipa de saúde familiar e comunitária”.

“Queremos divulgar, junto da comunidade, a qualidade dos cuidados que prestamos, também queremos promover a literacia na utilização dos serviços de saúde. Capacitar cada vez mais as pessoas para uma escolha adequada dos serviços de saúde que têm ao dispor”, especificou.

Fátima Fonseca acrescentou que “cada um dos 12 centros de saúde do Alto Minho dispõe de unidades de saúde familiar, cuidados personalizados, cuidados na comunidade”.

A ULSAM é constituída por dois hospitais: Santa Luzia, em Viana do Castelo, e Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima. Integra ainda uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, servindo uma população residente superior a 244 mil pessoas, contando com 2.500 profissionais, entre os quais 501 médicos e 892 enfermeiros.

A ação prevê ainda o registo fotográfico do grupo que participará em cada um dos 10 concelhos da região.

Fonte: Lusa

Redes Sociais

Mais de 50.000 pessoas acompanham a Altominho.tv nas principais redes sociais. Junte-se à nossa comunidade no Facebook, Twitter, Youtube e Instagram.
Acompanhe-nos nesta viagem pelo Alto Minho!

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com