Mural com 80 metros quadrados das “Três Marias” inaugurado em Cerveira no dia 25 de Abril

Um mural com 80 metros quadrados, das “Três Marias”, pintado por um artista brasileiro em Vila Nova de Cerveira, para “perpetuar a liberdade de expressão”, vai ser inaugurado no dia 25, informou hoje o município.

A instalação artística ao ar livre, criada pelo artista plástico Elton Hipólito, natural de São Paulo (Brasil), a convite da Câmara de Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, está situada junto ao Baluarte de Santa Cruz.
A inauguração da obra está integrada no programa comemorativo do 45.º aniversário do 25 de Abril promovido pela autarquia.
Em 1971, as escritoras Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa lançaram a obra “Novas Cartas Portuguesas”, que revelava ao mundo a existência da discriminação contra a mulher em Portugal.

Acusadas pelo Estado português de terem escrito um livro pornográfico e atentatório da moral pública e bons costumes, as ‘três Marias’ ficariam conhecidas em todo o mundo pelas repercussões deste julgamento, classificado como a primeira causa feminista internacional.

O julgamento não chegou ao fim porque surgiu, entretanto, a Revolução dos Cravos, em 25 de abril de 1974.
Com inauguração marcada para quinta-feira, às 16:15, a obra de Elton Hipólito “enaltece os valores da dignidade, coragem e liberdade plasmados no julgamento de três escritoras portuguesas durante o antigo regime”, refere a nota do município.
Em 2016, durante uma residência artística realizada em Vila Nova de Cerveira, o mesmo autor pintou um mural com mais de oito metros evocando o escultor José Rodrigues, falecido em setembro desse ano.

A homenagem a José Rodrigues, um dos fundadores da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira, a mais antiga do país, que se realiza desde 1978, foi promovida pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC).
A instalação artística localiza-se em frente ao espaço ajardinado onde se encontra a escultura “O Esforço”, do mestre José Rodrigues. O mural, classificado como “projeto de arte pública”, intitula-se “Lacunas da Memória”.

Em Vila Nova de Cerveira, além do “Cervo” e do “Esforço”, José Rodrigues é o autor da peça “Navegações”, situada junto à margem do rio Minho e do espólio do Convento São Paio, na serra da Gávea, que adquiriu, restaurou e onde viveu.
O programa comemorativo do 25 de Abril em Vila Nova de Cerveira inclui ainda música, recital de poesia e uma exposição.

 

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com