Viana Abraça instala 480 contentores e distribui 22.000 baldes domésticos

A Câmara Municipal de Viana do Castelo e os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) vão avançar para a segunda fase da iniciativa Viana Abraça instalando 480 contentores e distribuindo 22.000 baldes domésticos para promover a separação de resíduos orgânicos na cidade.

A segunda fase desta iniciativa pró-social e ambiental, única a nível nacional, chega agora aos habitantes de Areosa, Darque, Meadela, Monserrate e Santa Maria Maior, que vão poder separar os resíduos orgânicos em suas casas e, com isso, ajudar instituições de solidariedade social do município.

A cidade vai receber 480 contentores para deposição coletiva de biorresíduos alimentares e duas viaturas para assegurar a sua recolha. A equipa do Viana Abraça vai visitar as casas dos vianenses e entregar, gratuitamente, 22.000 baldes domésticos para a separação deste tipo de resíduos.

Na ótica da economia circular, os resíduos orgânicos separados serão alvo de valorização, dando origem a composto – um fertilizante natural que pode ser utilizado de forma segura em jardins, canteiros, hortas e campos agrícolas.

Em comunicado, a autarquia adianta que, “além da poupança de recursos e do benefício ambiental que representa, esta separação de resíduos orgânicos tem ainda um benefício social associado, já que por cada euro poupado com a separação de resíduos orgânicos, a Câmara Municipal de Viana do Castelo doa outro euro”. O valor arrecadado vai reverter a favor de instituições sociais do município.

A separação de resíduos orgânicos alimentares na cidade é a segunda fase da operação dos Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo que visa diminuir a quantidade de resíduos em aterro. A primeira fase, que se caracteriza pela distribuição gratuita de kits de compostagem aos vianenses com jardim ou quintal, começou em julho do ano passado e ainda está a decorrer.

No perímetro rural do município, o projeto Viana Abraça conta já perto de 5.000 kits de compostagem entregues. Agora, Viana do Castelo prepara-se para estender a separação de resíduos orgânicos ao perímetro urbano.

A chegada do Viana Abraça à cidade vem dar continuidade ao trabalho de valorização de resíduos orgânicos cujos resultados alcançados na zona rural têm contribuído para uma redução significativa da quantidade enviada para aterro.

Para fazer frente aos problemas ambientais – como a emissão de gases de efeito de estufa e as consequentes alterações climáticas -, e antecipando-se à muito recente diretiva europeia que obriga à separação de resíduos orgânicos a partir de 2024, Viana do Castelo quer “dar o exemplo no âmbito da gestão de resíduos, através da implementação do projeto Viana Abraça”.