Mais de 5.200 toneladas de materiais para reciclagem em Viana do Castelo

A Câmara de Viana do Castelo informou hoje que o concelho bateu em 2018 “recordes” na separação de materiais para reciclagem, com mais de 5.271 toneladas, representando “uma taxa de recuperação de 18% do total de resíduos urbanos produzidos”.

Segundo a autarquia da capital do Alto Minho, estes valores “representam um recorde absoluto, já que os vianenses nunca tinham ultrapassado a barreira das 5.000 toneladas de material enviado para reciclagem”.

Em comunicado, o município sublinhou que cada munícipe “contribuiu com 57,66 quilos, superando a meta para a retoma de recolha seletiva a nível nacional (PERSU 2020)”.

“O papel/cartão foi o material que apresentou uma evolução mais positiva, registando um crescimento de 16%, seguindo-se as embalagens/metais, que registou um aumento de 9%”, acrescenta.

A autarquia refere ainda que o vidro foi o material que contrariou esta tendência, registando uma diminuição de 0,13%, o que poderá estar relacionado com o aumento da produção de bebidas em embalagens ‘tetra pak’, como os vinhos, em detrimento do vidro”.

Viana do Castelo dispõe de mais de 540 ecopontos, cerca de um ecoponto para cada 162 habitantes. No ano passado, cada ecoponto recebeu uma média de quase 10 toneladas de matéria-prima.

Fonte: Lusa